Este spray lubrifica sem atacar plásticos e borrachas dos motores

27/06/2016

Para lubrificar motores, partes mecânicas do barco e componentes feitos de borracha e plástico, a recomendação é aplicar produtos à base de silicone, um componente neutro, mas cujo preço, normalmente, é mais salgado que o de produtos à base de óleos minerais. Mas agora temos o lubrificante WM Spray, produzido pela Rocket Chemical do Brasil. Composto por uma resina (e não um óleo) que, na teoria, não ataca plástico nem borracha, o WM promete ser eficiente em qualquer parte do motor, tanto para lubrificar quanto para proteger contra a corrosão e, também, para a limpeza nos contatos elétricos. Para testar se, de fato, o WM Spray não ataca as partes não metálicas do motor, usamos o produto durante 45 dias em um motor de popa, quatro tempos, de 4 hp. Aplicamos sucessivas camadas sobre todas as partes internas e verificamos, diariamente, se havia sinais de ataque no cabo de vela, na borracha de vedação do capô e em todas as partes plásticas. Após um mês e meio, visualmente, nenhum componente foi atacado. De quebra, o WM Spray destravou (devido ao pouco uso do motor) o mecanismo plástico que aciona o afogador. Percebemos também que, mesmo quando o produto, cujo cheiro é agradável, entrou em contato com as mãos, a pele não chegou a ficar engordurada nem ressecada ou queimada — uma boa alternativa ao silicone.

Texto publicado na edição de maio de 2015.

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vende-se! Ilha na Austrália isenta de impostos e contas procura comprador

    Chamada de Ilha Elizabeth, o local é composto por duas casas e está no valor de R$ 31 milhões

    Cruzeiro de 3 anos ao redor do mundo é cancelado e gera prejuízo de quase R$ 1 milhão

    Viagem estava marcada para 1º de novembro; muitos passageiros venderam tudo e não têm para onde voltar

    Gostaria de entrar e tomar uma xícara de café? Casal deixa emprego para abrir cafeteria em barco

    Joanna e Victor Gould eram editores de programas de TV quando largaram tudo para seguir com ideia inusitada

    Lembra do barco da Barbie? Catamarã rosa foi comprado por R$ 30 milhões

    Embarcação de estaleiro turco VisionF Yachts teria sido encomendada por empresário do ramo de tecnologia

    Trenó é coisa do passado: em Itajaí, Papai Noel chegou de barco para evento de Natal

    Bom velhinho atracou no rio Itajaí-Açu, onde recebeu a chave da cidade para as prévias das celebrações de fim de ano