Pesquisadores australianos criam mapa completo e acessível do fundo do mar

O Seamap reúne informações sobre os habitats marinhos da região da Austrália e até o público leigo pode acessar

28/05/2023

Para identificar melhor o que as profundezas dos oceanos abrigam, cientistas estão trabalhando em um mapa completo do fundo do mar. A iniciativa é dos analistas do Instituto de Estudos Marinhos e Antárticos da Austrália.

Esse mapa em escala continental já está disponível online e possibilita que os estudiosos tenham acesso às mais variadas coleções de dados dos ecossistemas do fundo do mar.

 

A ferramenta já apresenta informações detalhadas do oceano australiano, embora traga dados mais gerais de todas as regiões do planeta.

Reprodução: Rick Stuart- Smith/ Reef Life Survey/ Divulgação

O mapa do fundo do mar recebeu o nome de Seamap e também pode ser usado para descobrir quais ecossistemas marinhos estão vulneráveis a pragas marinhas. Além disso, ele pode fazer novas descobertas importantes sobre a vida marinha.

Ele reúne fluxos de dados de pesquisas nacionais de toda a Austrália. Por meio de um único mapeamento, podemos interagir e entender essas informações – Emma Flukes, líder técnica do Seamap

Outra vantagem do mapa do fundo do mar é a capacidade de avaliar quais são os impactos ambientais na região, caso haja alguma fonte de petróleo ou gás em funcionamento. Flukes ainda pontua que o Seamap foi a primeira ferramenta que conseguiu reunir todos os dados acerca dos habitats marinhos do país.

Reprodução: Antonia Cooper/ Reef Life Survey/ Divulgação

Mapa do fundo do mar é acessível para estudiosos e para o público

Nós examinamos diversos portais e ferramentas de software diferentes para conseguir obter mais recursos. Mas, não conseguimos descobrir nada que funcionasse nessa escala – Emma Flukes

Reprodução: Rick Stuart-Smith/ Reef Life Survey/ Divulgação

Segundo a cientista, graças ao mapa do fundo do mar, os pesquisadores conseguem saber mais rapidamente se determinada área já foi objeto de pesquisa ou não — e tudo isso de uma forma mais rápida.

 

 

Um dos objetivos dessa ferramenta, além de reunir as informações sobre a vida marinha, é conseguir disponibilizá-las de uma forma acessível. Desse modo, não somente especialistas no tema, como também os curiosos podem fazer todas suas pesquisas. A ferramenta já está disponível no site do instituto.

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Na Holanda, live permite acionar "campainha de peixes" para liberar passagem de animais por eclusa

    Transmissão ao vivo mostra quando um peixe aguarda passagem; espectadores avisam operadores ao "tocar campainha"

    Renault apresenta veleiro desmontável, jet elétrico e prancha motorizada

    Marca francesa propõe novas soluções de mobilidade e mostrou inovações durante lançamento de carro elétrico

    No NÁUTICA Talks, Alberto Brandão fala sobre as regatas virtuais no Brasil

    O jogo Virtual Regatta será o centro do papo sobre o eSailing no país, em palestra que acontece dentro do Rio Boat Show 2024

    Movido a energia solar, novo catamarã da Sunreef Yachts promete bateria de 1 mil kWh

    Modelo da Sunreef Yachts contará com tecnologia que percorre toda superfície externa do barco para captar a luz do sol

    JF Sun levará linhas de óculos e acessórios ao Rio Boat Show 2024

    Com especialização em lentes polarizadas e esportivas, marca estará de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória