Como funciona o rigoroso teste em piscina das lanchas Sessa Marine

09/04/2020

Entramos na linha de produção da Sessa Marine e revelamos como funciona o rigoroso teste de piscina, última etapa antes da entrega técnica para o cliente

NÁUTICA visitou a fábrica da Intech Boating, em Palhoça, Santa Catarina, para acompanhar o processo de montagem das lanchas Sessa Marine. Como era de se esperar, cada etapa da produção passa por um rigoroso controle de qualidade, para que tudo fique perfeito — dentro e fora do barco.

A última fase, já com todas as instalações elétricas testadas, reserva uma surpresa para quem não está habituado à rotina de um estaleiro: o barco é içado por um elevador e colocado em uma piscina de testes. Detalhe: no caso das instalações da Sessa Marine, essa piscina é enchida com água captada da chuva, e serve também como um reservatório estratégico, a ser usado pela equipe de segurança em caso de incêndio.

O teste de piscina, aliás, é uma fase importante do processo, em que os motores, os hélices e as instalações são rigorosamente checados e testados.

Antes que os motores sejam ativados e acionados, mas já com a lancha na piscina, são realizados diversos procedimentos: da atualização dos softwares à configuração dos flapes e do power trim, passando pelo alinhamento da rabeta IPS, pela verificação dos líquidos dos motores e pela instalação do gerador, dos chicotes elétricos, das mangueiras e das abraçadeiras, entre outros itens.

 

Também são conferidas as instalações e o funcionamento de:

  • Bombas de porão, quadro de alarme de bombas e posição das válvulas anti retorno

  • Abertura e fechamento de registros gerais + aterramento

  • Conferência do estado dos filtros de água do ar e gerador + aterramento

  • Conferência do funcionamento do sistema do banheiro + aterramento

  • Verificação do painel de disjuntores da linha 12 v e 220 v

Feito isso, tem início o teste de águas confinadas. Em primeiro lugar, os técnicos da Intech Boating verificam se existem infiltrações tanto abaixo quanto acima da linha d’água e checam se não há entupimento ou vazamento nos ralos.

Em seguida, vem o teste dos motores. Antes de acioná-los, os técnicos verificam:

  • Os tanques de combustível estão abastecidos com diesel S10?

  • Tudo certo com a linha geral de combustível?

  • Foi feito o sangramento da linha geral de combustível?

Já com os motores ligados, são duas horas de testes, período em que os técnicos, depois de sangrar o sistema de direção com óleo ATF, conferem:

  • se não existem vazamentos;

  • se não existem infiltrações;

  • o funcionamento dos relógios dos postos de comando interno e do flybridge;

  • o funcionamento do boiler mecânico (registros);

  • o funcionamento dos acessórios;

  • a configuração das unidades eletrônicas da mesma linha dos motores;

  • a calibração de piloto automático (quando em entregas na região sul).

Durante os testes dos motores, se houver algum problema relacionado ao funcionamento de componentes, os responsáveis se encarregam de resolvê-lo. Da mesma forma, se houver alguma falha de montagem, a produção é acionada e o defeito é corrigido antes do término do teste.

Barco liberado? Ainda não. O desbloqueio depende da aprovação de uma série de outros itens. Apenas o teste do gerador exige outras duas horas, com avaliação da linha 220 v.

Nessa fase, verifica-se o funcionamento do carregador de baterias, do inversor, do painel de disjuntores, dos aparelhos de ar-condicionado, da churrasqueira, dos fogões, micro-ondas, tv, dvd, carregador de celular, aquecedor de água, etc.

Também são avaliados os componentes 12 V (vhf, sonda, gps, radar, plataforma hidráulica, flapes, guincho, luzes, etc.) E ainda tem o ckeck list final de qualidade, com a troca de componentes defeituosos, ajustes e a verificação visual do estado do gelcoat e da pintura de componentes.

O método impressiona, dá segurança, e permite seguir ao próximo passo: o teste de navegação e, enfim, a entrega técnica para o cliente.

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 99

    Evento se destacou por trazer inovações que foram além dos barcos para 51 mil visitantes

    Rio Boat Show 2024 será palco para estreia da Schaefer V44 em águas brasileiras

    Lançamento walk around da Schaefer Yachts estará nas águas da Marina da Glória, de 28 de abril a 5 de maio

    Megaiate apreendido vira "batata-quente" para os Estados Unidos; entenda o caso

    Governo norte-americano quer vender embarcação e alega não ter condições de pagar manutenção

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta