Titã abandonado: maior navio de cruzeiro do mundo vai para o ferro-velho

Por: Redação -
11/07/2022

Seu futuro era promissor: nada mais, nada menos que o maior cruzeiro do mundo. O destino, no entanto, não foi tão generoso com o Global Dream II, que acabou como um navio abandonado. Em vez de estrelar nos oceanos, este titã fará sua viagem inaugural direto para o ferro-velho.

Com capacidade para mais de 9.000 hóspedes e uma tripulação de 2.200 pessoas, a embarcação seria o maior navio de cruzeiro do mundo em capacidade de passageiros.

VEJA TAMBÉM
>> Ingressos São Paulo Boat Show: garanta 20% de desconto na pré-venda

Todos os números impressionam: são 342 metros de comprimento, 46,4 metros de largura e 9,5 metros de calado. Sua construção começou em 2018 e consumiu, até agora, US$ 1,8 bilhão — ou R$ 9,63 bilhões (valores convertidos em 07/07/2022).

Tudo parecia favorável, até que a maré mudou completamente em 2020, com a chegada da pandemia de Covid-19. A Dream Cruises, empresa responsável pelo projeto, não aguentou o impacto das restrições econômicas e declarou falência. O estaleiro alemão MV Werften, que cuidava da construção, também sucumbiu à crise. Desde então, ninguém se interessou em comprar o navio abandonado.

De sonho a navio abandonado

O estaleiro acabou vendido a outro fabricante de navios, que deu um ultimato: o Global Dream II tem até o início de 2024 para sair do local.

Após a “ordem de despejo”, uma reportagem da revista alemã An Bord disse que a quilha inacabada do Global Dream II será vendida como sucata, e que os acessórios e os motores também estão à venda.

Além deste navio, a Dream Cruises estava construindo uma embarcação irmã, a Global Dream, que seria um pouco menor. O cenário está mais favorável para ela, já que sua estrutura está 80% completa, o que a torna mais atrativa para compradores.

Nos planos originais, ambos os navios atenderiam ao mercado asiático e teriam os maiores cinemas já instalados em cruzeiros, além de parques de diversões com montanhas-russas.

Com o Global Dream II fora de cena, o título de maior cruzeiro do mundo segue reivindicado pelo Wonder of the Seas, da Royal Caribbean, que comporta mais de 7.000 passageiros. A Royal Caribbean também é dona do Utopia of the Seas, que deve ficar pronto em 2024 e poderá acomodar 10.000 passageiros — abocanhando o posto de maioral.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis

    Lancha resistente a fuzil é o novo reforço da Polícia Militar do Paraná; conheça o barco

    Embarcação militar Aruanã 29-CM-P atuará junto à Patrulha Costeira no combate à criminalidade e segurança de 39 comunidades

    Rei e cerveja: conheça a pequena ilha que tem ‘monarca’ próprio e pub centenário

    Pertencente à Inglaterra, Ilha de Piel é habitada há pelo menos 3 mil anos e conta com um antigo castelo

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda