6 objetos de decoração que tornarão seu barco único

15/12/2014

O prazer de se ter um barco vai, muitas vezes, além da navegação. E os objetos de decoração estão aí para comprovar. Eles, além de utilitários, atrelam a personalidade do proprietário à embarcação. “Beleza, bom gosto, requinte e sofisticação devem estar aliados a bem estar, praticidade e prazer” é a opinião da empresária Karla Bretas, da Bordado a Bordo, sobre o assunto. Para Karla, a assessoria de um profissional que entenda quais são as necessidades e o que pode ou não ser usado a bordo, também pode ajudar para que se tenha uma embarcação única e exclusiva. “São inúmeras as possibilidades de decoração dentro do cenário náutico. Da escolha do barco aos pequenos detalhes que podem fazer toda diferença…” Por isso, ela listou alguns detalhes que vão ajudar você a deixar sua embarcação como sempre sonhou:

1- Enxoval personalizado é um grande diferencial, pois a personalidade de um barco é história tão antiga quanto as primeiras aventuras do homem no mar. Não é de hoje que as embarcações trazem um nome e, muitas vezes, longa história de vida para contar. Bordar este nome em bonés, camisetas, uniformes dos marinheiros, toalhas, almofadas, lençóis, faz do seu enxoval (e, consequentemente, do seu barco) único. As novas tecnologias permitem a personalização de tudo, desde aplicação no costado até onde nossa imaginação levar. Dos guardanapos até as louças, tudo pode ter um toque pessoal.

2- A escolha de objetos que, além de estilo e beleza, estejam aliados à funcionalidade e facilidade de armazenamento a bordo, é essencial. Peças que não oxidem, quebrem ou causem acidentes são boas escolhas. Os mais indicados são utensílios feitos de melamina ou, pelo menos, em vidro temperado, aço inoxidável e alumínio, ou acrílico e policarbonato, com alta transparência, peso e brilho diferenciados dos produtos comumente vistos.

3- Como diz o ditado, “menos é mais” dentro de uma embarcação. Por maior que ela seja, o espaço é limitado para objetos de decoração, móveis, utensílios, enxoval e outros. Projetos de móveis, por segurança, devem ter os cantos arredondados, assim como a escolha de revestimentos em cores claras, que favorecem, dando a sensação de amplitude.

4- Almofadas, colchas, porta travesseiros com tecidos exclusivos, coordenados com mantas nos pés das camas, lençóis e toalhas personalizados em cores diferentes criam uma identidade única para cada camarote.

5- Tecidos resistentes ao sol e ao mar, que repelem água, não mancham e não desbotam, com estampas e cores atuais renovam o ambiente e podem ser aplicados em painéis, forro de estofados ou em objetos decorativos.

6- Decoração temática também pode criar uma identidade visual única. Detalhes como quadros, esculturas ou, até mesmo, utensílios com acabamento que remeta ao universo náutico (cabos náuticos, metais em formatos de rabo de baleia, âncora, timão, carta náutica, rosa dos ventos, etc), são boas pedidas. As estampas e bordados também podem compor este cenário.

Como o grande objetivo dos aventureiros navegantes é esquecer a correria dos grandes centros urbanos em busca de momentos tranquilos e inesquecíveis a bordo, sem deixar de lado conforto e elegância, estas dicas podem (e devem) ser seguidas. Depois, basta relaxar e aproveitar!

Fotos: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade