A eterna canoa

21/10/2015

Tradicional reduto de pescadores, a comunidade nativa da praia de Barra Seca, em Ubatuba, no litoral norte paulista, junto com a AARCCA promoveu neste final de semana a quarta corrida anual de canoa, com a participação de mais de 50 pessoas, entre homens, mulheres e crianças.

A canoa de madeira é, de longe, a mais antiga das embarcações e até hoje é usada como meio de sobrevivência e transporte por muitos pescadores, principalmente nos litorais Sudeste e Sul do país. Simples e robusta, a canoa caiçara, com proa e popa altas, é o único tipo de embarcação que consegue passar incólume pelas ondas em praias com arrebentação, ação impraticável para a imensa maioria dos barcos do planeta. Para manter viva esta tradição, símbolo das populações nativas da costa brasileira, a AARCCA (Associação de Amigos e Remadores da Canoa Caiçara) promoveu a Quarta Corrida de Canoas da Barra Seca, reunindo mais de 50 competidores que disputaram provas de velocidade a remo em oito categorias. Destas, pescadores da praia Barra Seca subiram no degrau mais alto do pódio em cinco modalidades. Já a prova de Três Remos Masculino foi vencida pelo trio de pescadores da praia de Sete Fontes, usando uma canoa de madeira Guapuruvu sem pintura, com 6,80 metros de comprimento por 68 centímetros de boca. No total, participaram da Quarta Corrida de Canoas da Barra Seca competidores de sete praias do badalado balneário paulista.

Fotos: Marcio Dottori

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Tanzanite: megaiate de 120 metros será um dos maiores já feitos na Holanda

    Novo carro-chefe do estaleiro Amels, embarcação de luxo será uma das maiores já feitas na Holanda

    Adegas rifam vinho de R$ 5 mil, envelhecido no fundo do mar, para ajudar RS

    Empresas já arrecadaram mais de R$ 100 mil com bilhetes vendidos a R$ 10 cada

    Temporada de baleias: confira regras e onde avistar o animal no Brasil

    De junho a novembro, cetáceos saem da Antártica em busca das águas brasileiras para se reproduzirem

    Cidade perdida no meio do Pacífico tem localização remota e mistério sobre sua construção

    Localizada sobre um recife de corais, a cidade perdida de Nan Madol tem fama de "amaldiçoada" e intriga cientistas

    Registro raro: lula de mar profundo ataca câmera com tentáculos “acesos”; assista

    Filmagem mostra animal sendo atraído por isca presa a uma câmera a mais de mil metros de profundidade no Pacífico Sul