Aniversário

Por: Redação -
01/03/2016
Heavy cargo ship enters the port of Miami aerial view

A Inmarsat (LSE: ISAT.L), líder de comunicações móveis globais por satélite, celebra o 25º aniversário do Inmarsat C, destacando os mais de 600 alertas de socorro emitidos por navios em situações de necessidade, transmitidos por meio do serviço em 2015.

A divulgação demonstra como a decisão, tomada pelas organizações marítimas internacionais (International Maritime Organization – IMO) e exigindo que todos os navios de mais de 300 toneladas brutas sejam equipados com um sistema marítimo global de socorro e segurança (Global Maritime Distress and Safety System – GMDSS), é crucial na proteção de vidas no mar. A Inmarsat é a única fornecedora aprovada no mundo a entregar o GMDSS dentro dos rigorosos requisitos da convenção internacional para a salvaguarda da vida humana no mar.

“Durante a sua vigência, o GMDSS fez a maior contribuição individual para a segurança marítima desde o surgimento do rádio em 1899. Estamos imensamente orgulhosos da contribuição sem paralelo do Inmarsat C para o GMDSS nos últimos 25 anos. Como resultado disso, milhares de vidas foram salvas e inúmeros navios foram resgatados”, comemora Ronald Spithout, presidente da Inmarsat Maritime. Desde sua criação em 1979, a missão da Inmarsat tem sido a de proteger a vida dos tripulantes globalmente, proporcionando a eles e às suas embarcações uma comunicação crítica e gratuita de socorro para casos de colisão, encalhe, fogo, mau tempo e pirataria.

O serviço Inmarsat C proporciona uma ligação crítica entre navios em perigo e centros de coordenação de resgate marítimo (MRCCs) ao redor do mundo. Com cobertura comprovada de 99,9%, o Inmarsat C sempre prioriza os alertas de socorro marítimo para os MRCCs e aos navios nas proximidades. Hoje, cerca de 100 000 embarcações contam com o Inmarsat C para fornecer comunicações vitais com apenas um clique.

A Inmarsat continua a investir, inovar e desenvolver serviços de segurança vitais. Os terminais Inmarsat C e Mini C também dão suporte ao SafetyNET, serviço de difusão marítima global baseado em satélite que fornece avisos meteorológicos e de navegação, além de alertas de busca e salvamento. O SafetyNET II, cujo lançamento será em breve, proporcionará ainda uma funcionalidade aprimorada para que os provedores de informações de segurança marítima transmitam mensagens de segurança.

“A segurança marítima constitui a base da nossa organização; ela está em nosso DNA. Temos trabalhado incansavelmente para fornecer uma infraestrutura crítica que está sempre disponível e comunicações confiáveis ​​das quais as tripulações, embarcações e as nações dependem para salvar vidas no mar. Em 2020, esperamos lançar o Inmarsat-6, nossa nova geração de satélites, que reforçará nosso compromisso de mais de 35 anos com os serviços de banda L e de segurança”, afirma Spithout.

Foto: Fotolia

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Casarini Boats levará mistura de bote com jet ao Rio Boat Show 2024

    Embarcação inovadora será um dos destaques do evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    No NÁUTICA Talks, Paula Vianna mergulha nos desafios da fotografia subaquática

    Vencedora de concursos internacionais, fotógrafa é presença confirmada no Rio Boat Show 2024

    Série de NÁUTICA com família a bordo de barco centenário já tem data de estreia

    Com 10 episódios, “A Europa como você nunca viu” acompanhará um casal, uma criança e um cachorro pelos canais dos Países Baixos

    NÁUTICA Talks: velejador Silvio Ramos palestra sobre "cruzeiro dos sonhos" no rio Amazonas

    Criador do BRally, o empresário contará como foi a circum-navegação, em bate-papo que acontece dentro do Rio Boat Show 2024

    Governo abre inscrições para curso gratuito de Condutor de Turismo Náutico

    Formação, totalmente online, foi criada em parceria do Ministério do Turismo com Universidade Federal Fluminense