Avião-barco conhecido por “monstro do Mar Cáspio” vira ponto turístico na Rússia

Grande projeto foi construído para ser usado durante a Guerra Fria, porém foi pouco usado e terminou abandonado pelos militares

09/12/2022
Reprodução: Instagram

Criado e idealizado por Alexeev Rotislav para fazer ataques relâmpagos aos navios rivais, o ecranoplano MD-16, serviu apenas por três anos para os soldados da antiga União Soviética. Sua intenção era atuar na Guerra Fria, por isso foi equipado com potentes mísseis guiados e que poderiam chegar até 100 quilômetros de distância.

 

Na época seus principais alvos eram os porta-aviões. Por fazer parte de um projeto ultrassecreto da extinta União Soviética, o MD-16 foi pensado de uma forma que nem os radares aéreos poderiam notá-lo, muito menos os sonares, pois o modelo voava cerca de seis metros de altura da água. Desta forma, seu ataque era rápido e feito como uma surpresa aos seus rivais.

 

 

Um dos fatores mais impressionantes é seu tamanho, cerca de 73 metros de comprimento. Já a distância entre suas asas, chega em 44 metros. Para efeito de comparação, até o começo do ano o maior avião ativo era o Antonov An-225, com 84 metros ao total. Para movimentar as 380 toneladas do ecranoplano, foram acoplados oito motores a jato e juntos permitiam uma velocidade máxima de mais de 500 km/h.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @vputnap

 

Internamente existiam salas de descanso, camas, e até uma cozinha, os quais podiam atender até 15 pessoas. Para evitar qualquer tipo de surpresas, havia também radares e sistemas voltados para a detecção de eventuais problemas.

 

 

Depois de cair em desuso, o Lun foi abandonado em uma base naval russa, em Kaspiysk. Recentemente, houve uma tentativa de levá-lo para um museu em Derbent, na Rússia. Contudo, dada as dificuldades de locomoção, o avião-barco começou a afundar e por isso foi deixado em uma praia e se tronou um ponto turístico bem diferente.

 

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis

    Lancha resistente a fuzil é o novo reforço da Polícia Militar do Paraná; conheça o barco

    Embarcação militar Aruanã 29-CM-P atuará junto à Patrulha Costeira no combate à criminalidade e segurança de 39 comunidades

    Rei e cerveja: conheça a pequena ilha que tem ‘monarca’ próprio e pub centenário

    Pertencente à Inglaterra, Ilha de Piel é habitada há pelo menos 3 mil anos e conta com um antigo castelo

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda