Com crescimento na produção de embarcações, Azimut planeja expansão no Brasil

Por: Redação -
21/06/2022

A fábrica da Azimut Yachts no Brasil, localizada na cidade catarinense de Itajaí, recebeu a visita do CEO do Grupo Azimut-Benetti, o italiano Marco Valle, principal responsável pela manutenção da excelência das marcas nos 70 países em que é representada. Acompanhado pelo CEO da Azimut Yachts no Brasil, Francesco Caputo, o executivo teve como foco de sua vinda os estudos e as estratégias dirigidos à expansão da unidade produtiva em solo brasileiro.

Além da grande procura do público pela gama de embarcações da Azimut Yachts fabricada no país, o aumento na adesão por iates, como é o caso do modelo da linha Grande de 27 metros, é uma das justificativas da nova etapa de crescimento. O modelo, lançado há menos de 2 anos no Brasil, com área equivalente a mais de 350 m², já teve 10 unidades comercializadas, das quais 3 estão em linha de produção, sem mencionar as negociações em andamento. O “gigante” é avaliado em mais de R$ 50 milhões (cerca de US$ 10 milhões), dependendo das configurações.

Outro motivo da etapa de expansão é o fato da chegada da linha “open” com estilo esportivo de luxo Atlantis para o Brasil com foco no território brasileiro e internacional.

“O objetivo é que para os próximos 3 anos, a fábrica brasileira que atua 100% alinhada com a matriz italiana, e hoje conta com 500 colaboradores em uma área de aproximadamente 20 mil m², deve dar um salto de 50% na produção e em 30% nas exportações. Por isso, é fundamental a visão estratégica em conjunto com a Itália, por meio do CEO Global Marco Valle, para mais uma etapa de desenvolvimento”, explica Francesco Caputo, CEO da Azimut no Brasil.

“A nossa unidade produtiva brasileira vem acompanhando o ritmo de crescimento do Grupo Azimut-Benetti no mundo, tanto que todos os produtos fabricados no Brasil trazem a mesma excelência italiana que é tão admirada por nossos clientes. Com a percepção do crescimento da unidade produtiva alinhados com as estratégias da matriz e com uma visão de longo prazo, além de seguirmos focados na produção de barcos de grandes dimensões, também percebemos, em países como os Estados Unidos por exemplo, a tendência pela busca de barcos de luxo com menos de 60 pés e com motorização de popa. Já temos a consagrada linha Verve que é sucesso internacional. A transferência da produção da linha Atlantis para a planta Brasil certamente impulsionará esta tendência. E dentro desta visão estudamos o processo de crescimento da indústria no Brasil de forma sólida com foco na qualidade, no cliente e no desenvolvimento sustentável da náutica como um todo”, afirma Marco Valle.

Inaugurada em 2010, a filial brasileira da Azimut Yachts já ultrapassou a casa dos R$ 1,5 bilhão em vendas de embarcações. Foram mais de 350 embarcações produzidas e entregues no Brasil e também exportados para outros países.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho