Bandeira Azul

Por: Redação -
04/10/2016

Em reunião realizada em Copenhagen (Dinamarca), o Júri Internacional do Programa Bandeira Azul avaliou as candidaturas a Bandeira Azul para os países do Hemisfério Sul. Nesta ocasião todos os nove inscritos do Brasil foram aprovados para a temporada Bandeira Azul 2016/2017.

Este ano se inscreveram seis praias e três marinas. Dentre os candidatos inscritos são seis renovações e três novas candidaturas que terão a sua primeira temporada iniciando em novembro.

Os candidatos que tiveram sua renovação aprovada foram: a Praia do Tombo, no Guarujá (SP); a Prainha, no Rio de Janeiro (RJ); a Praia de Palmas, em Governador Celso Ramos (SC), e a Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis (SC), além da Marinas Costabella, em Angra dos Reis (RJ), e da Marinas Nacionais, no Guarujá (SP).

A Praia de Ponta de Nossa Senhora, em Salvador (BA), a Praia Grande, em Governador Celso Ramos (SC), e o Iate Clube de Santa Catarina, em Florianópolis (SC) terão neste ano a sua primeira temporada.

O Júri Internacional é composto pela Foundation for Environmental Education (FEE), World Conservation Union (IUCN), European Union for Coastal Conservation (EUCC), United Nations Environmental Program (UNEP), World Tourism Organization (WTO), World Health Organization (WHO), International Life Saving (ILS), International Council of Marine Industry (ICOMIA) e Reef Check Program.

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education, uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede.

As praias e marinas inscritas no programa comprometem-se com o cumprimento de critérios distribuídos nas seguintes categorias: educação e informação ambiental, qualidade da água, segurança e gestão ambiental. Para ser certificada a praia/marina candidata deve passar por três instâncias de avaliação, inicialmente pelo operador Nacional do Programa que encaminha as informações ao Júri Nacional e finalmente pelo Júri Internacional que tem a palavra final sobre a certificação.

Foto Divulgação

 

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fountaine Pajot leva catamarã de 16 metros ao Rio Boat Show 2024

    Aura 51 é o maior catamarã a vela sem flybridge do estaleiro francês e estará no evento náutico de 28 de abril a 5 de maio

    No NÁUTICA Talks, Elio Crapun palestra sobre revolução dos hidrofólios nas embarcações

    Velejador abordará detalhes sobre realidade e avanços de barcos que navegam sobre fólios durante o Rio Boat Show 2024

    Casarini Boats levará mistura de bote com jet ao Rio Boat Show 2024

    Embarcação inovadora será um dos destaques do evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    No NÁUTICA Talks, Paula Vianna mergulha nos desafios da fotografia subaquática

    Vencedora de concursos internacionais, fotógrafa é presença confirmada no Rio Boat Show 2024

    Série de NÁUTICA com família a bordo de barco centenário já tem data de estreia

    Com 10 episódios, “A Europa como você nunca viu” acompanhará um casal, uma criança e um cachorro pelos canais dos Países Baixos