Bons resultados

Por: Redação -
30/01/2015

O grupo Brunswick, maior conglomerado de empresas náuticas do mundo, detentora das marcas Mercury, Bayliner e Sea Ray, entre outras empresas afins, reportou vendas de US$ 938,6 milhões no quarto trimestre de 2014. Este valor significa um crescimento de 14% em relação ao mesmo período de 2013. No acumulado geral do ano de 2014, a Brunswick registrou um aumento de 32% nos lucros totais do grupo. A Brunswick ainda informou que espera repetir o bom resultado em 2015.

2014 foi um ano de importantes lançamentos para a Mercury que apresentou sua nova linha de motores de popa FourStroke com potências de 75, 90 e 115 hp, além do novo centro-rabeta 4.5 litros de 250 hp gasolina.

A Sea Ray também fez um grande lançamento no último ano, a L Class 650 (foto), uma lancha de 65 pés com flybridge ou hard top. A linha ainda vai receber uma lancha de 59 pés, mas ainda não há previsão de lançamento para esse modelo.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Público do Rio Boat Show 2024 tem desconto exclusivo em hotel oficial

    Bem localizado, Novotel Leme oferece condições especiais para visitantes do maior salão náutico da América Latina

    Visita de mergulhador a restos de baleia vence concurso de fotos subaquáticas do mundo; veja imagens

    Competição de fotos de dentro do mar acontece anualmente e conta com diversas categorias

    Filmagem de primeiras ondas de tsunami na Tailândia viraliza 20 anos após desastre

    De férias no local, homem filmou, sem saber, o início do fenômeno de 2004; assista ao vídeo

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show do ano 2000

    Terceira edição do evento teve de lancha sendo construída ao vivo a tanque de mergulho de 5 m de profundidade

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda