Campeonato de vela

Por: Redação -
27/01/2016

O Campeonato Brasileiro da classe 420 2016 terminou no Veleiros do Sul com a vitória dos paulistas André Fiuza e Marcelo Peek. Eles lideraram os cinco dias de competição e, neste sábado, 23, confirmaram o título ao não ser disputada a última regata por falta de vento em Porto Alegre.  Em segundo lugar, ficaram os gaúchos Tiago Brito e Pedro Zonta e, na terceira colocação, Ricardo de Castro Paranhos e Gabriel Tolentino, de Brasília. A dupla do Yacht Club Santo Amaro conquistou o seu segundo título da classe 420 no espaço de um mês. Em dezembro, eles venceram a III Copa Brasil de Vela e, agora, veio o Brasileiro e começaram a velejar em setembro, se dedicando forte aos treinos.

“Tudo isso foi reflexo de muito tempo na água. Nós velejamos em Ilhabela (SP) e no Rio de Janeiro, quase todos fins de semanas. No Brasileiro, depois de três dias sentimos que nossa chance de sermos campeões era grande”, disse o timoneiro André, 15 anos. Eles também tentaram ir para o Mundial da Juventude da Federação Internacional de Vela (ISAF) na Malásia, no início de janeiro, mas na seletiva nacional perderam a vaga para a dupla do RJ Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz, que conquistou a medalha de prata em Langkawi. No Brasileiro os cariocas ficaram com o quarto lugar. “Na minha opinião a Vela Jovem brasileira está numa ótima fase, muita gente mostrando o seu talento e ganhando títulos. É muito promissor”, avalia o timoneiro André que não contará mais com o seu proeiro. “Eu irei estudar engenharia na Alemanha e precisarei largar por um tempo a vela”, conta Marcelo, 18 anos.

O sábado foi de muito calor com a temperatura chegando aos 38ºC em Porto Alegre. A décima regata estava prevista para largar as 13 horas, os velejadores foram até a raia da Pedra Redonda onde um vento de noroeste soprava na intensidade de 10 nós. No entanto, ao se aproximar do começo da regata o vento enfraqueceu e ficou rondado, não dando condições técnicas para a disputa. A Comissão de Regatas esperou até às 16 horas, tempo limite para largar. Já perto de estourar o horário o time do Yacht Club Santo Amaro gritava na raia: “é campeão” comemorando os títulos geral e feminino. Os gaúchos Tiago Brito e Pedro Zonta, que estavam apenas dois pontos atrás dos paulistas, viram suas esperanças de uma vitória em casa murcharem como as velas dos barcos na raia, e Tiago, bicampeão brasileiro (2014 e 2015) alcançar o seu terceiro título consecutivo.

Na categoria feminina as paulistas Olivia Belda e Marina Arndt foram as campeãs, seguidas pelas argentinas Clara Videla Sofia Videla. Olívia, 15 anos, e Marina, 14, já velejaram no Guaíba, mas dessa vez conforme a timoneira, o clima ajudou bastante a dupla na conquista do bicampeonato brasileiro feminino. “A gente prefere velejar no calor, frio a gente não gosta. E o vento forte também ajudou, deu pra aproveitar bem tudo o que costumamos treinar”. A dupla também se prepara para o Mundial, onde, diferente do Brasileiro, velejarão só entre as garotas. “Velejar com os meninos é bom, mas só entre as meninas é muito mais legal porque a gente se sente mais confiante. Especialmente lá na Itália, onde o vento vai ser mais forte, como tivemos aqui, o que fez valer como treino. Só vamos ter que fechar a boca para ficarmos mais leves”, brincou Olívia que aproveitou para agradecer os familiares, destacando Bernardo Arndt, o Baby (técnico  da dupla e pai de Marina).

O Veleiros do Sul competiu com três tripulações formadas por jovens velejadores alguns saídos no ano passado da classe Optimist. Tiago Quevedo e Erik Hoffmann terminaram em 10º Iugar e subiram no pódio da categoria Júnior onde ficaram em terceiro lugar. Os outros dois representantes do Clube foram: Iagor Franco e Philipp Rump, em 18º e Nicolas Mueller e Gabriel Mueller em 19º. Veja a súmula final.

No início da noite de sábado ocorreu a premiação do Brasileiro da classe 420 com uma festa no Veleiros do Sul. Participaram 21 duplas do RS, SP, RJ. DF e Argentina. O Brasileiro da classe 420 de 2017 será em janeiro, Ilhabela.

Classificação Geral
1º André Fiuza e Marcelo Peek  (YCSA – SP)

2º Tiago Brito e Pedro Zonta (CDJ – RS)

3º Ricardo Paranhos e Gabriel Tolentino (ICB/ICJG – DF/RJ)

4º Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz (ICRJ – RJ)

5º lugar geral – Cláudia Mazzaferro e Andrei Kneip (YCSA/CDJ – SP/RS)

Categoria Feminina
1º Olivia Belda e Marina Arndt (YCSA – SP)

2º lugar –  Clara Videla e Sofia Videla (YCA – ARG)

3º lugar – Clara Penteado e Mariana Rittscher (ICRJ – RJ)

Categoria Júnior
1º Gustavo Luis e Pietro Motta (ICRJ – RJ)

2º Olivia Belda e Marina Arndt (YCSA – SP)

3º Tiago Quevedo e Erik Hoffmann (VDS – RS)

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória