Copa Brasil de Vela

Por: Redação -
17/12/2014

Nesta terça-feira foi dada a largada para a segunda edição da Copa Brasil de Vela. O evento está sendo disputado na praia de São Francisco, em Niterói, até o próximo sábado, dia 20, e conta com a presença de mais de 160 velejadores, de 23 países, incluindo campeões olímpicos e mundiais. Destaque para a família Scheidt, que lidera a classe Laser Standard com o multimedalhista Robert, e sua esposa, a lituana Gintare Scheidt, que lidera na Radial.

“Foram regatas bem difíceis, com vento de 6 a 7 nós. Nas primeiras duas favoreceu muito o lado direito e a largada foi um momento muito crítico da regata. Ficar entre os cinco primeiros nestas condições é sempre bom. Agora é torcer para aumentar um pouquinho mais o vento”, disse Scheidt.

Ainda na classe Laser Standard, Bruno Fontes venceu a segunda regata do dia e volta para a água amanhã na terceira colocação.

Na classe 470, que está disputando também o campeonato Brasileiro, são duas duplas estrangeiras que estão na liderança. Entre as mulheres, a primeira colocada é a dupla Austríaca Lara Vladau e Jolanta Oger. As gaúchas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan vem em segundo. “Foi um primeiro dia difícil, com vento fraco. Chegamos a liderar as três regatas do dia, mas acabamos cometendo alguns erros com a troca do vento, mas estamos bem felizes. Conseguimos somar resultados mais baixos, que é o objetivo do primeiro dia”, disse Fernanda.

Entre os homens os líderes são os americanos Stuart McNay e Dave Hughes. Os gaúchos Geison Mendes e Gustavo Thiesen são os melhores brasileiros na competição, na sexta colocação, a apenas cinco pontos do terceiro.

Na classe Finn, a liderança é do campeão mundial Giles Scott, da Inglaterra. Jorginho Zarif é o melhor brasileiro, na quinta colocação.

Tanto a 470 quanto a Finn velejaram na raia de Copacabana com vento de médio a fraco.

A classe 49er é a menor flotilha da competição, com apenas três barcos brasileiros. Isto porque em novembro foi realizado no Rio de Janeiro o Campeonato Intergaláctico, que reuniu diversos velejadores estrangeiros nas classes 49er e 49er FX. Com isso a briga pela vaga na Equipe Brasileira de Vela de 2015 está acirrada entre Dante Bianchi/Thomas Low Beer e Marco Grael/Gabriel Borges. E nesta terça-feira quem se deu melhor foram Dante e Thomas, que venceram duas das três regatas.

Entre as meninas do 49er FX, Martine Grael e Kahena Kunze, que acabam de conquistar o Prêmio Brasil Olímpico, estrearam na segunda colocação. As líderes são as holandesas Annemiek Bekkery e Annette Duelz.

As duas classes velejaram na raia do Pão de Açúcar com vento que variou entre 10 e 14 nós (18 km/h).

A classe RS:X foi a primeira a acabar as três regatas do dia. A raia utilizada por eles foi a da Escola Naval e o vento por ali estava na casa dos 12 a 15 nós (27 km/h), condição que foi considerada por muitos perfeita para a estreia da competição.

“O lugar é incrível e as pessoas são muito simpáticas. O único problema ainda é a barreira da língua. Mas o dia estava ótimo hoje e deu para me divertir bastante”, disse o holandês Dorian Van Rijsselberge, campeão olímpico em Londres, que finalizou o dia na sétima colocação.

“O dia foi bom, venci a primeira regata e fui quarto nas outras duas. Não fui o melhor do dia, mas foi um bom começo”, disse Bimba, que estreou em terceiro.

Entre as mulheres, Patricia Freitas estreou na terceira colocação, empatada com a segunda. A líder é a inglesa Isobel Hamilton.

Já na classe Nacra, os franceses Billy Bresson e Marie Riou mostraram por que são os atuais campeões mundiais ao somar apenas seis pontos em três regatas. Os melhores brasileiros são Clínio Freitas e Gabi Nicolino, na sétima colocação.

Foto: Fred Hoffmann/Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho