Em Floripa

Por: Redação -
22/05/2015

Começaram ontem (21) o I Seminário Sustentabilidade Náutica – Praias e Marinas e o VIII Workshop Anual do Programa Bandeira Azul, em Florianópolis. O propósito dos dois eventos é discutir alternativas para promover a sustentabilidade por meio da melhoria na qualidade dos serviços, bem como as boas práticas de conservação ambiental.

A realização é do Instituto Ambientes em Rede, com apoio da Acatmar (Associação Náutica Catarinense para o Brasil) e Grupo de Trabalho de Turismo Náutico da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte. O presidente do GTT Náutico SC, Leandro ‘Mané Ferrari’ destacou uma das principais iniciativas que contam com a parceria do GTT: o Projeto Limpeza dos Mares. “Em três edições retiramos cerca de quatro toneladas de lixo do fundo do mar. Essa iniciativa demonstra que o setor náutico está preocupado com a conservação do meio ambiente e sustentabilidade. Ninguém quer navegar em mar sujo”, afirmou.

O diretor de negócios da Acatmar e coordenador executivo do GTT Náutico SC, Álvaro Ornelas, falou sobre as novas tendências do turismo no mundo todo e a importância de inovar e oferecer serviços de qualidade aos visitantes. “Os destinos turísticos – e isso vale para todos os segmentos do turismo náutico – precisam se posicionar no mercado. Destinos de mergulho, por exemplo, devem focar na promoção dos atrativos e características positivas para conquistar novos visitantes. Hoje o turismo está ligado diretamente aos valores e às experiências humanas”, enfatizou.

Ainda durante a manhã desta quinta, a coordenadora Nacional do Programa Bandeira Azul, Leana Bernardi, falou sobre os requisitos necessários para a obtenção do selo internacional, que pode ser conquistado por praias e marinas. “A Bandeira Azul comprova que o município ou o empreendimento está comprometido com a preservação dos recursos naturais e promove a interação sustentável com o meio ambiente”, explicou. Outro destaque da programação desta quinta-feira foi a palestra da espanhola Paloma Arias, que trabalhou durante 20 anos na entidade que desenvolve o programa Bandeira Azul na Espanha, a Asociación de Educación Ambiental y del Consumidor.

O Seminário e o Workshop estão sendo realizados no auditório da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), localizado na Rua Eduardo Gonçalves D’Avila, 303 – Itacorubi, Florianópolis. A programação continua nesta sexta (22), com mesas redondas com interessados em obter a Bandeira Azul em praias e marinas, além de capacitações para consultores. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail [email protected].

Foto Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Megaiate apreendido vira "batata-quente" para os Estados Unidos; entenda o caso

    Governo norte-americano quer vender embarcação e alega não ter condições de pagar manutenção

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta

    Conheça o Volitan, barco voador que está próximo de se tornar realidade na Amazônia

    Criado pela startup AeroRiver, embarcação deve chegar para o transporte de cargas e pessoas na região em 2026

    Conheça a história do "Titanic dos Alpes", navio a vapor que será resgatado 90 anos após naufragar

    Embarcação foi afundada propositalmente em 1933, no Lago Constança, na Europa