Emirados Árabes Unidos lançam cluster marítimo para estimular o desenvolvimento da área

Por: Redação -
06/10/2021

O Ministério de Energia e Infraestrutura dos Emirados Árabes Unidos escolheu o Dia Marítimo Mundial (30 de setembro) para anunciar o lançamento do Cluster Marítimo dos Emirados Árabes Unidos — um agrupamento de indústrias, empresas, instituições, serviços e atividades ligadas à economia marítima para estimular o desenvolvimento da área.

 

O novo cluster tem como objetivos promover o setor marítimo dos Emirados Árabes Unidos globalmente, além de impulsionar a economia marítima nacional. Embora ele se concentre principalmente nas atividades de transporte marítimo comercial dos Emirados Árabes Unidos, o setor de barcos de recreio e iates do país também estará envolvido.

 

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

 

A formação do cluster foi descrita por HE Eng. Suhail Al Mazrouei, Ministro da Energia e Infraestrutura dos Emirados Árabes Unidos, como “uma das nossas principais iniciativas para contribuir com o crescimento do setor marítimo durante os próximos 50 anos.

 

Esse setor, em específico, é um indicador significativo do PIB dos Emirados Árabes Unidos. Atualmente, estima-se que ele represente cerca de 91 bilhões de dirhams (moeda árabe) anualmente. Esperamos dobrar esse número dentro de alguns anos, construindo pontes para integrar as várias organizações e partes interessadas envolvidas”.

 

Para o lançamento do agrupamento, o Ministério vai construir uma rede exclusiva de comunicação, composta pelas várias entidades do setor marítimo. O intuito é criar uma plataforma para o lançamento das variadas atividades e eventos que o Cluster Marítimo dos Emirados Árabes Unidos irá implementar.

 

Também será um centro de conhecimento para autoridades do meio em todo o mundo, proporcionando um verdadeiro aprendizado sobre as oportunidades disponíveis na indústria do setor e nos investimentos na economia azul (como é chamada a economia marítima) dos Emirados Árabes Unidos.

 

Leia também

» Mergulhadores amadores encontram tesouro romano no fundo do mar

» Antigo fuzileiro naval atravessa Atlântico a remo, sem suporte, e revela medo de mar aberto

» Beyoncé aproveita férias a bordo de megaiate de Jeff Bezos, dono da Amazon. Veja

 

O Ministro completou: “Com base no modelo da União dos Emirados Árabes Unidos, vamos unificar o setor marítimo com o lançamento do Cluster Marítimo dos Emirados Árabes Unidos, que será uma plataforma que integra as capacidades das várias entidades e organizações, sejam federais, locais ou do setor privado”.

 

“O cluster irá aprimorar seu desempenho ao reunir as competências e experiências de profissionais e especialistas que trabalham no setor marítimo dos Emirados Árabes Unidos — muitos dos quais são especialistas de classe mundial. Isso construirá um gigante portfólio para criar novas oportunidades, focadas no desenvolvimento do setor em específico”.

 

HE Eng. Hessa Al Malek, assessora do Ministro para Assuntos de Transporte Marítimo, Ministério de Energia e Infraestrutura, disse: “O lançamento do Cluster Marítimo dos Emirados Árabes Unidos é um passo indispensável no caminho da preparação da candidatura dos Emirados Árabes Unidos para sua adesão à Categoria B da Organização Marítima Internacional (IMO), já na sua terceira vez”.

 

Você quer ver sua marca dentro das plataformas NÁUTICA? Saiba como anunciar!

 

O UAE Maritime Cluster apresentará um portal com um banco de dados centralizado de entidades do setor marítimo, bem como uma rede de organizações e profissionais marítimos nos Emirados Árabes Unidos.

Também organizará eventos, conferências e painéis de discussão para reunir o governo e os setores privados para discutir ideias, fazer avançar o setor marítimo e ajudar a formular a estratégia marítima para os próximos 50 anos.

 

Um grupo de reflexão central será lançado para explorar oportunidades de investimento e projetos marítimos inovadores como resultado da unificação dos esforços e ideias das organizações marítimas nos Emirados Árabes Unidos. A cooperação também será fortalecida entre alunos de academias marítimas, facilitando a conexão com especialistas e profissionais dos Emirados Árabes Unidos.

 

Por Naíza Ximenes, sob supervisão a jornalista Maristella Pereira.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Boberto por 202 m² de painéis solares, barco percorreu quase 63.040 milhas náuticas apenas com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Embarcação militar de 71,6 metros é oriunda do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, selado entre Brasil e França