Energy Observer

Por: Redação -
21/09/2016

Energy Observer é uma embarcação totalmente movida por energia renovável e se prepara para dar a volta ao mundo em uma viagem com duração de seis anos com 101 paradas ao total, passando por 50 países. O projeto tem data de partida marcada para fevereiro de 2017, no Mar Mediterrâneo, e é liderado por Victorien Erussard, oficial da marinha, e Jacques Delafosse, documentarista e mergulhador profissional, que recebem apoio do ambientalista francês Nicolas Hulot, e tem o custo estimado em 4,2 milhões de euros.

Além de duas turbinas eólicas e diversas placas fotovoltaicas, Energy Observer contará com tecnologias que quebrarão as moléculas de água para produzir hidrogênio e oxigênio, garantindo que o barco esteja sempre em funcionamento, independente das condições do clima, através de baterias capazes de armazenar grandes quantidades de energia, proveniente principalmente do hidrogênio. O barco será todo equipado com sensores que irão transmitir dados sobre o uso de suas diferentes fontes de energia para um centro de pesquisas localizado em Grenobla, na França.

Foto: Reprodução

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade