Fundo do mar

Por: Redação -
16/03/2016

Arqueólogos acreditam ter encontrado objetos que podem ser restos do naufrágio de um dos navios que faziam parte da frota do explorador portugugês Vasco da Gama, o Esmeralda, afundado em uma tempestade em maio de 1503 na costa da ilha de Al Hallaniyat, na região de Dhofar, em Omã.

Segundo o Ministério da Cultura de Omã, seria a mais antiga embarcação dos Descobrimentos Portugueses encontrada por arqueólogos. De acordo com a imprensa portuguesa, a esquadra de Vasco da Gama fazia a segunda expedição para o Oriente, quando o Esmeralda afundou.

Os destroços foram descobertos em 1998, mas só agora uma investigação arqueológica revelou mais detalhes sobre o navio afundado. Os objetos encontrados no local do naufrágio, incluindo moedas raras, também ajudaram a determinar a nacionalidade e a data dos destroços.

Foto: Reprodução

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Cruzeiro nudista pelo Caribe é aposta de empresa dos Estados Unidos; conheça

    Com previsão de lançamento em 2025, viagem sem roupa pelos mares custa a partir de R$ 10 mil, mas tem regras rígidas de convivência

    Robert Scheidt será o embaixador da 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

    Maior medalhista da história olímpica do Brasil estará no evento patrocinado pela Mitsubishi de 20 a 27 de julho

    Iate Clube Armação de Búzios anuncia eleitos para a nova gestão; confira

    Em eleição realizada na última segunda-feira (13), o medalhista olímpico Marcos Soares foi nomeado o novo comodoro

    Brasileiro fez imagens inéditas de baleia que quase foi extinta: "indescritível"

    Documentarista flagrou uma das baleias mais rápidas do mundo no mar da Patagônia

    Venda de ingressos para o Marina Itajaí Boat Show 2024 já está aberta; garanta o seu

    Segunda edição do evento está ainda maior, com mais expositores e em formato de circuito 360º sobre a terra e as águas