Grande novidade

Por: Redação -
28/07/2015

Em visita à redação de NÁUTICA hoje, Vasco Trindade, diretor da Princess Yachts no Brasil, anunciou o mais novo lançamento do estaleiro inglês: a Princess 68. “Abrimos o ano com chave de ouro, com a apresentação da nova 88, e vamos fechar da mesma maneira, com o lançamento da Princess 68”, comentou o diretor da Princess Brasil.

A embarcação, que tem previsão de chegada no Brasil em meados de outubro, possui salão envidraçado, possibilitando vista panorâmica para quem está navegando e tem como um de seus grandes diferenciais a cozinha atrás do cockpit, na popa. Conta com quatro camarotes, sendo a suíte-máster à meia-nau com acesso privado pela lateral – característica geralmente encontrada em barcos maiores.

A Princess Yachts comemora, em 2015, 50 anos de atividade do estaleiro e estará no São Paulo Boat Show, que acontece de 1º a 6 de outubro, no Transamerica Expo Center.

Confira as imagens desta novíssima lancha:

 

Foto: Divulgação

 

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fotos inéditas do Titanic prometem revelar detalhes nunca vistos dos destroços

    Expedição ao naufrágio conta com dois robôs ultra tecnológicos, que farão imagens e mapeamentos 3D no fundo do oceano

    Brasília Boat Show terá presença da NX Boats com lancha de luxo assinada pela Pininfarina

    Modelo estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto; ingressos para o salão já estão disponíveis

    Lancha resistente a fuzil é o novo reforço da Polícia Militar do Paraná; conheça o barco

    Embarcação militar Aruanã 29-CM-P atuará junto à Patrulha Costeira no combate à criminalidade e segurança de 39 comunidades

    Rei e cerveja: conheça a pequena ilha que tem ‘monarca’ próprio e pub centenário

    Pertencente à Inglaterra, Ilha de Piel é habitada há pelo menos 3 mil anos e conta com um antigo castelo

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda