Inaê é fita azul e Jazz vence a Regata volta à Ilhabela

A 4ª etapa da Copa Mitsubishi de Vela teve início no último fim de semana

Por: Redação -
28/11/2022

A Copa Mitsubishi – Circuito Ilhabela de Vela, com organização e realização do Yacht Club de Ilhabela e patrocínio da Mitsubishi Motors, iniciou sua 4ª etapa no último fim de semana.

Depois de mais de 15 horas de uma regata difícil, em que a falta de ventos no lado oceânico de Ilhabela representou um teste de paciência e resistência às 27 equipes que encararam o desafio da Volta à Ilhabela, o veleiro Inaê Amstel Ultra, comandado por Bayard Umbuzeiro Neto, cruzou a linha de chegada, por volta das 3h30 deste domingo (27).

 

Logo após, o Argos, de Jaime Cupertino, também um S40 como o Inaê, foi o segundo a cruzar a linha de chegada.

 

Foram 31 equipes participando deste primeiro sábado da 4ª etapa da Copa Mitsubishi. Dessas, 27 disputam a volta à Ilhabela e outras 4, uma regata de percurso no Canal de São Sebastião.

 

As equipes que correm a Volta à Ilha tiveram uma largada em condições perfeitas para começar uma regata de percurso tão longa como esta.

 

Exatamente às 12h10 partiram da linha de largada em frente ao Yacht Club de Ilhabela com vento sul e correnteza forte a favor.

 

Uma largada em que logo as equipes subiram os seus balões e “dispararam” sentido norte do Canal, para, posteriormente, encararem uma “outra regata” a partir do norte de Ilhabela, pois o vento rondou muito a noite toda.

 

“Corremos várias regatas nessa madrugada”, comenta o comandante Bayard Umbuzeiro, do veleiro Inaê.

 

“Largamos muito bem e, ao norte, decidimos velejar bem próximo à costa, uma estratégia que não deu muito certo, pois os demais competidores acabaram nos ultrapassando. Mas, ao longo da madrugada, tudo mudou novamente, e várias vezes, e nessas a gente retomou a posição,  conseguindo cruzar a linha em primeiro”, completa Bayard.

Veleiro Jazz é o vencedor da regata no tempo corrigido

Apesar de ter cruzado em primeiro, o Soto 40 Inaê não conseguiu vencer a regata no tempo corrigido, o que coube ao veleiro Jazz, de John Julio Jensen, um Malbec 36:

 

“Essa é uma regata muito aguardada. A gente já começa a se preparar para ela muito tempo antes e é sempre desafiadora. Esta foi uma edição particularmente difícil, com a falta de ventos, e para nós a vitória foi muito emocionante, pois estávamos em último quando passamos pela Ponta Grossa. Mas temos um time muito integrado o que nos ajudou nas estratégias durante a madrugada”, comente o comandante John.

 

“O legal é que também estávamos com alunos da Escola de Vela Lars Grael, que fizeram a sua primeira Volta à Ilha”.

 

O segundo colocado no corrigido foi o Rudá Blue Seal, de Mario Martinez.  Em terceiro, o Lucky/Alforria,  de Luiz Villares.

 

Também completaram a regata, na classe ORC, o Orson, de Carlos Eduardo Souza e Silva e o Montecristo, de Marcelo Belloti.

Zeus vence a RGS, Caiçara na C30 e Conquest na HPE25

Na classe RGS apenas dois veleiros terminaram a regata, o vencedor, Zeus, de Paulo F. Moura e o My Boy, de Lars Muller.

 

As classe HPE25 e RGS C fizeram uma regata de percurso nos limites do Canal de São Sebastião. Largaram rumo sul, para uma regata de percurso que contornou o farolete 4, no extremo sul do Canal e chegou no través da Laje dos Moleques.

 

A vitória na HPE25 foi do Conquest, de Daniel Hilsdorf, com o Zoom, de Breno Chvaicer em segundo. Na RGS C, vitória do Brazuca, de José Rubens Bueno, seguido do Triton, de Ricardo Zamboni.

 

Na Classe C30, apenas o Caiaçara, de Marcos Oliveira Cesar, terminou a regata.

 

E depois de uma regata cansativa, um café da manhã no Yacht Club de Ilhabela acolheu os velejadores para a premiação da volta à Ilha na manhã de domingo.

Regatas finais acontecem no próximo fim de semana

Os dias 3 e 4 de dezembro vão sediar as regatas finais da etapa e do campeonato 2022.

 

No sábado, após as regatas, um jantar com rock’n’roll ao vivo vai comemorar o fim da mais uma temporada e, no domingo, após as regatas, as premiações finais.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Primeiro catamarã a hidrogênio dos EUA está pronto para servir como balsa

    Guarda Costeira norte-americana autorizou o início do serviço, que transportará até 75 pedestres por vez pela Baía de São Francisco

    Governo do Rio de Janeiro reduz imposto para fabricantes de embarcações

    Vitória para o setor, incentivo fiscal para o setor náutico reduz de 27% para 7% a alíquota do ICMS para venda de barcos

    Teste Real 40 Cabriolet: lancha se destaca pelo conforto no cockpit, cabine e posto de comando

    Testada nas águas de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, modelo ainda chama atenção pela pilotagem a céu aberto

    Cruzeiro nudista pelo Caribe é aposta de empresa dos Estados Unidos; conheça

    Com previsão de lançamento em 2025, viagem sem roupa pelos mares custa a partir de R$ 10 mil, mas tem regras rígidas de convivência

    Robert Scheidt será o embaixador da 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

    Maior medalhista da história olímpica do Brasil estará no evento patrocinado pela Mitsubishi de 20 a 27 de julho