Liderança rosa

Por: Redação -
09/06/2015

A oitava etapa da Volvo Ocean Race é a mais curta do evento. Com menos de 650 milhas náuticas entre Lisboa e Lorient, a estratégia das equipes desde a largada em Portugal tem sido acelerar. E as meninas do Team SCA conseguem, por enquanto, a melhor média. Depois de mais de 24 horas de prova, o time 100% feminino aparece em primeiro, com vantagem sobre o Team Vestas Wind em segundo lugar. “Acho que essa será a etapa do Team SCA. Uma prova curta, de sprint! Vamos bem nessas condições. O maior desafio é sair do mar de Portugal com os ventos fracos. Certamente não vamos dormir, pois devemos prestar atenção em tudo”, disse a holandesa Carojlin Brouwer.

No placar desta manhã, os favoritos ao título Abu Dhabi e Dongfeng mais atrás – terceiro e sétimo, respectivamente. O Mapfre, do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca, ocupava a quinta colocação – resultado ‘longe’ do esperado pelo time espanhol. “Agora precisamos ganhar, apesar de tudo que aconteceu ainda estamos em quinto lugar. Por isso, nós precisamos recortar pontos dos barcos da frente, acho que agora é arriscar um pouco mais e tentar ganhar etapa. É a única coisa que importa, acho que temos totais condições pra ganhar a perna”, contou André Fonseca.

A etapa francesa antecede o grande final da Volvo Ocean Race. No sábado (27) ocorre a última regata local do evento, em Gotemburgo, na Suécia.

Foto Anna-Lena Elled / Team SCA / Volvo Ocean Race

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos