Melhores do mundo

Por: Redação -
26/01/2015

Atuais campeãs mundiais, líderes do ranking da Federação Internacional de Vela (Isaf) na classe 49erFX e eleitas as melhores velejadoras do mundo no ano passado, as brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze começam a temporada 2015 hoje, quando terá início a segunda etapa da Copa do Mundo de Vela, em Miami.

A competição, que vai até o dia 31 de janeiro, será disputada na região de Biscayne Bay, considerada uma das raias mais difíceis para a classe 49erFX, e contará com a participação dos melhores velejadores do mundo. Apesar do alto nível de exigência das regatas, Martine e Kahena guardam ótimas lembranças do local: em 2013 foram campeãs e no ano passado terminaram a etapa na quarta colocação.

“As expectativas são muito boas para essa competição. Aqui é um lugar bem legal de se velejar. Vencemos em 2013, foi a nossa primeira vitória em uma etapa da Copa do Mundo. Há pouco mais de uma semana participamos de um campeonato preparatório e terminamos em primeiro. Isso dá ainda mais confiança”, diz Kahena Kunze, referindo-se ao Miami MidWinters, torneio preparatório vencido pelas brasileiras na última segunda-feira.

A dupla de velejadoras, que em dezembro venceu o Prêmio Brasil Olímpico na categoria feminino, não teve muito tempo para comemorar e desde então vem treinando forte para encarar os novos desafios de 2015. Elas fizeram uma preparação intensiva no Rio de Janeiro, na Baía de Guanabara, e chegaram a Miami no dia 13 de janeiro, para se acostumar com as condições de vento e maré do local. Após uma temporada fantástica em 2014, Martine e Kahena começam o ano confiantes e focadas para manter o alto nível de rendimento e buscar ainda mais títulos.

“Nós procuramos melhorar sempre para buscar nossos objetivos. Temos adversárias em excelente nível e por isso precisamos trabalhar sempre mais e manter o foco em cada competição”, avalia Martine Grael.

No ano passado, a dupla brasileira reinou absoluta na classe 49erFX e conquistou nada menos do que seis títulos. Além do Mundial, disputado em Santander, na Espanha, Martine e Kahena também venceram as etapas de Hyères e Mallorca da Copa do Mundo, a Semana Olímpica de Garda Trentino, a Copa Brasil de Vela e a medalha de ouro no Aquece Rio International Sailing Regatta, evento teste para os Jogos Olímpicos.

Foto: Walter Cooper/US Sailing Photos -Arquivo

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos