Mundial S40

Por: Redação -
20/03/2015

Medalhas olímpicas, troféus internacionais e títulos de diversos países. A praia de Jurerê, em Florianópolis (SC), receberá grandes nomes da vela mundial para o Mitsubishi Motors Soto 40 World Championship, entre os dias 12 e 16 de abril, para 10 regatas. Ao todo, mais de 200 títulos estarão nas águas.

“A nata do esporte participará dessa competição, o que por si só já torna o evento especial. Podemos esperar regatas bastante disputadas”, adianta o comandante chileno Horácio Paves, do veleiro Mitsubishi Acuarios. No mesmo barco estarão Nuno Barreto, bronze olímpico em Atlanta, e também Aureliano Negrini, que conquistou uma medalha no mundial da classe Snipe em 1999.

Os competidores somam 15 medalhas olímpicas, mais de 20 títulos mundiais, 25 sul-americanos, 50 títulos brasileiros, além de prêmios argentinos, chilenos e europeus, comprovando o altíssimo nível técnico dos velejadores.

Todas essas tripulações vencedoras competirão em igualdade, já que a Soto 40 tem como objetivo destacar a capacidade e o talento de cada uma das tripulações na hora de definir o vencedor. Seguindo o conceito one design, todos os veleiros da classe são idênticos quanto ao tamanho, peso e área das velas.

“Temos sorte de participar de uma competição como o Mitsubishi Motors Soto 40 Championship, que tem figuras com inúmeros títulos. Isso confirma que a flotilha da classe é única no mundo, com qualidade que poucos chegam perto”, afirma Mariano Parada, hexacampeão mundial de vela e tático do veleiro argentino Patagonia. Em sua tripulação também está Juan Pablo Cadario, que tem no currículo uma America’s Cup e também um Desafio Espanhol.

Outro veleiro com nome de peso que desembarca em Jurerê é o chileno Macaco Itaú, de Dag van Appen. “Conquistamos um vice-campeonato na primeira edição do mundial, realizada no Chile. Queremos buscar um resultado tão bom ou melhor do que aquele, o que será um desafio com uma flotilha tão qualificada”, comenta o comandante. Ele contará com a experiência de Juan de la Fuente e Javier Cortes, que já conquistaram medalhas de bronze nas Olimpíadas de Sydney e Londres. E esses são apenas alguns dos grandes nomes da vela que participarão do evento.

Detentor de cinco medalhas olímpicas e considerado o melhor velejador do mundo em 2009 após a conquista da maior regata volta ao mundo, Torben Grael é um dos representantes brasileiros no Mitsubishi Motors Soto 40 World Championship.

Além dele, também estarão presentes o veleiro Carioca 04, que participa com uma tripulação jovem liderada por Henrique Haddad, que está fazendo uma ótima preparação para as Olimpíadas de 2016; o veleiro Pajero, atual campeão brasileiro de S40 e que conta com o tático Santiago Lange, duas vezes medalhista olímpico e Eduardo Souza Ramos, maior campeão da Semana de Vela de Ilhabela; o Crioula 29, do gaúcho Samuel Albrecht, velejador olímpico bicampeão da Semana de Vela de Ilhabela e tricampeão brasileiro de oceano e também o Carioca 25, de Roberto Luiz Martins, que acumula mais de 14 títulos de vela por todo o Brasil.

“Teremos tripulações de todo o mundo disputando regadas com barcos rigorosamente iguais. Em competições como essa, todo o trabalho que a equipe faz acaba sendo ainda mais valorizado”, completa Samuel Albrecht.

As tripulações participarão de 10 regatas em barla sota e a equipe que conseguir manter a menor pontuação no acumulado geral será a vencedora. Uma característica marcante da competição é a ausência de descartes, que exige atenção dos participantes na hora de traçar suas estratégias e torna a regata ainda mais imprevisível. No final do campeonato, os três veleiros com melhor desempenho serão premiados.

Foto: Mathias Capizzano / Mitsubishi

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos