Nova marina

Por: Redação -
30/03/2016
Projeto Marina Pública Camburi

A cidade de Vitória, no Espírito Santo, está com um projeto para a implantação de uma marina pública na praia de Camburi, com o objetivo do projeto é atrair um novo público, que atualmente não tem acesso a este tipo de equipamento, para as modalidades náuticas de esporte, lazer e turismo. Este investimento não contará com recursos da Prefeitura.

“A implantação da Marina de Vitória vai representar um marco para o desenvolvimento do turismo náutico na região, ampliando as opções de esporte e lazer da população. Além disso, vai contribuir significantemente para a requalificação urbanística do Canal da Passagem, oferecendo acesso marítimo ao Triângulo das Bermudas”, destacou o secretário municipal de Turismo, Trabalho e Renda, Leonardo Krohling.

O projeto teve a parceria de técnicos que desenvolveram a nova marina da Glória, no Rio de Janeiro. A Marina Pública de Vitória deverá ser implantada junto ao canal protegido pelo Pier de Iemanjá, com o objetivo de dar prosseguimento à orla marítima, complementando assim seus usos e equipamentos.

Distribuída em dois níveis acima do nível do mar, a Marina terá área social e recreativa (atendimento turístico, restaurante, bar, lanchonete, lobby); apoio, áreas técnicas e de serviço (cozinhas, sanitários/vestiários, administração); hangares para 160 vagas secas; e 100 vagas molhadas ao longo de flutuantes.

Em termos de sustentabilidade, as edificações são providas com coberturas do tipo Green-roof (referência Ecotelhado) com plantio de boldo, vegetação resistente às condições climáticas de sua localização em frente ao mar e que demanda manutenção mínima.

Os hangares terão suas fachadas com maior presença urbana ou com maior visibilidade do mar, cobertas por painéis de tela de nylon na cor verde, tal que deixem marcado apenas a forma diáfana dos barcos, como se a fachada fosse um grande dossel ou um enorme cortinado rendado. Sobre as fachadas será escrito o nome da Marina e/ou sua logomarca.

O secretário explica que, com a aprovação do projeto pelos vereadores, o próximo passo será a aprovação da solicitação da área pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU) e, em seguida, a publicação do edital de chamamento público e de concessão.

“Quando estiver em operação, a Mariana Vitória vai gerar 50 empregos diretos e mais de 440 empregos indiretos, com funcionários, marinheiros e prestadores de serviço”, apontou o secretário Leonardo. Além disso, incluirá Vitória no roteiro nacional. “A cidade de Vitória está localizada em ponto estratégico para receber embarcações que realizam viagens de longa distância e intercontinentais”, conclui.

Segundo o secretário, a Marina será de alta qualidade operacional, funcional e arquitetônica e irá complementar as várias melhorias já implementadas ao longo da Praia de Camburi, criando, assim, mais um polo de atração para moradores e para o turrismo na capital.

A iniciativa do projeto partiu da empresa Marinas Nacionais, que demostrou interesse na implantação do equipamento em Vitória. A empresa pretende ampliar e democratizar a utilização de equipamentos náuticos em todo o país.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Concurso levará estudantes para visitar moderno navio de pesquisa da Marinha do Brasil

    Alunos de ensino superior, médio e fundamental podem participar de disputa de redação organizada pelo Centro de Excelência para o Mar Brasileiro

    Volvo Penta levará simulador de atracação virtual ao Boat Show de Itajaí

    Além da experiência imersiva, marca apresentará aos visitantes do evento náutico o sistema IPS para navegação otimizada

    Ícone da vela brasileira, Robert Scheidt lança biografia em livro

    Com noite de autógrafos do velejador, evento de lançamento será nesta quinta-feira (20), em São Paulo

    Mudanças climáticas estão afetando o tamanho das baleias-cinzentas; entenda

    Em estudo, pesquisadores afirmam redução de 13% no comprimento do animal nos últimos 25 anos

    Itajaí é polo náutico forte; conheça alguns estaleiros da região

    Das pequenas lanchas aos grandes iates, estaleiros de renome fabricam seus barcos em território itajaiense