Para correr

Por: Redação -
08/04/2015

O casco da nova Revolver 44 GT, construído pelo estaleiro americano Revolver Boats, foi desenvolvido por nada menos que Michael Peters, um dos melhores designers de barco no mundo, responsável pela criação de embarcações vencedoras de 13 diferentes títulos mundiais de offshore. O conceito da 44 GT é o de transferir as qualidades de um carro de Grande Turismo para o mar. O resultado é uma lancha com linhas esportivas, conforto e segurança. Por conta disso, a 44GT Revolver não é uma lancha normal.

Trata-se de uma impressionante exibição de força e velocidade. A bordo, leva dois motores Cummins a diesel de 550 hp cada emparelhados com superfície Arneson. Segundo o fabricante, o barco pode facilmente ultrapassar a velocidade de 50 nós e é capaz de voar a 40 nós, com apenas 100 litros por hora. Não é à toa que, entre os americanos, o barco está sendo tratado como uma opção para quem quer ir de Miami a Key West mais rápido do que um Corvette e com muito mais diversão.

Fotos: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show do ano 2000

    Terceira edição do evento teve de lancha sendo construída ao vivo a tanque de mergulho de 5 m de profundidade

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária