Ponte da Holanda será desmontada para que iate de Jeff Bezos possa passar

Por: Redação -
05/02/2022
Foto: Shutterstock

A cidade de Roterdã, na Holanda, desmontará temporariamente parte de sua histórica Ponte Koningshaven para que o iate de Jeff Bezos (fundador da Amazon e um dos homens mais ricos do mundo), construído pelo estaleiro Oceanco, possa ser transferido para o Mar do Norte neste verão, de acordo com uma porta-voz da cidade.

 

O estaleiro holandês lançou megaiate, que custa cerca de US$ 500 milhões, no outono passado em seu estaleiro no Porto de Roterdã. Conhecido como Projeto Y721 por enquanto, será o maior iate à vela do mundo, de acordo com a Boat International.

 

A Oceanco teve um problema com a ponte ferroviária de Koningshaven, inaugurada em 1929: sua folga de 40 metros é muito baixa para o modelo de três mastros. A pedido do estaleiro, a cidade holandesa removerá a seção transversal superior e a colocará de volta após a passagem do superiate.

À medida que os holandeses constroem superiates únicos cada vez maiores, eles enfrentam problemas de logística. No mês passado, a Heesen Yachts transferiu um iate de 80 metros para o Mar do Norte, passando por duas pontes com apenas alguns centímetros de sobra. A Oceanco, com sede no Porto de Roterdã, constrói rotineiramente mais de 100m (328 pés).

 

A ponte ferroviária foi a primeira do gênero na Europa Ocidental. Seu vão central poderia ser elevado para permitir que os navios passassem por baixo. Foi desativado em 1994, substituído por um túnel e posteriormente declarado monumento nacional.

 

Embora os planos exatos, cronograma e custos não tenham sido definidos, Oceanco e Bezos arcarão com os gastos da alteração. Como parte do patrimônio arqueológico da cidade, a ponte ocupa um lugar especial nos corações locais. “Achei que era uma piada de primeiro de abril”, disse um Rotterdammer à TV holandesa.

 

“Fiquei um pouco surpreso e chateado, na verdade”, disse outro. “É ótimo para a cidade e para o setor marítimo que um iate como esse seja construído aqui. Ainda assim, ficamos surpresos”.

 

A construção de superiates na Holanda é responsável por 10 mil empregos e gera um faturamento de cerca de € 2 bilhões, de acordo com o site de navegação holandês Schuttevaer.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos