Princess Yachts divulga dados de lucro operacional em 2018

Por: Redação -
03/06/2019
Foto: Divulgação

O estaleiro inglês Princess Yachts divulgou resultados financeiros recordes para o ano encerrado em 31 de dezembro de 2018, com lucros operacionais quase triplicando para 29,8 milhões de libras em relação ao ano anterior. A fábrica de Plymouth vendeu 270 barcos em 2018 (contra 230 em 2017), aumentando o volume de negócios em 24% para £ 340 m. A empresa reportou EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de £ 32,8 milhões, acima dos £ 14,9 milhões em 2017.

“Estou muito orgulhoso do que o time da Princess conquistou em 2018. Seu foco e dedicação permitiram que a marca construísse sólidos resultados financeiros e superasse os recordes de 2017”, afirmou Antony Sheriff, presidente-executivo da Princess Yachts. “A equipe lançou seis novos e impressionantes iates de luxo, enquanto aumentava as receitas para mais de um terço de um bilhão de libras”.

LEIA TAMBÉM
>>Tradicional Regata Batalha Naval do Riachuelo acontece neste fim de semana no Recife
>>Valiant Boats apresenta nova linha Sport de semi-rígidos
>>Volvo Penta apresenta nova geração dos motores D4 e D6

Os seguintes destaques estão listados nos resultados de fim de ano da Princess:

  • Resultados financeiros recordes do volume de negócios de £ 340 m e lucro operacional de £ 30m
  • Encomendas a prazo no valor de 700 milhões de libras até 2020
  • Emprego recorde de 3 200 funcionários, alta de 50% desde 2016
  • Princess confirmada como uma das maiores fabricantes especializadas do Reino Unido
  • O HSBC UK Bank plc e o National Westminster Bank plc anunciam seu apoio

“É fantástico ver esses últimos dados da Princess Yachts. O setor celebrou recentemente seu sexto ano consecutivo de crescimento, por isso é seguro dizer que a demanda por iates de luxo fabricados no Reino Unido está em alta. Estamos orgulhosos de que o Reino Unido continue a ser um centro internacional de especialização e habilidade, especialmente durante tempos econômicos incertos”, comentou Lesley Robinson, CEO da britânica British Marine.

Receba notícias de NÁUTICA no WhatsApp. Inscreva-se!

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine

    Criatura de 18 metros está impactando a cadeia alimentar da vida marinha; entenda

    Gelatinoso e transparente, os "picles do mares" causam perturbações no ecossistema durante as ondas de calor oceânicas e preocupam cientistas