Projetos náuticos

Por: Redação -
19/09/2016

A Acatmar firmou parceria com a Acibig (Associação Comercial e Industrial de Biguaçu) e a Câmara de Dirigentes Lojistas Local (CDL) para soluções que “destravem” o projeto da orla marítima de Biguaçu e desenvolvam o turismo náutico no município. Depois de algumas reuniões entre os empresários e representantes da Prefeitura e da Câmara Municipal, as entidades entregaram ao prefeito Ramon Wollinger, na última semana, dois anteprojetos de lei criando o Fundo Municipal e o Conselho Municipal de Turismo.

A Presidente da Acibig, Sandra Molinaro, disse que “o turismo náutico traz desenvolvimento econômico para o município e é isso que a entidade pretende, colaborando para que novas empresas se instalem em Biguaçu, gerando emprego e renda”. Para Leandro Mané Ferrari, presidente da Acatmar, Biguaçu tem enorme vocação pela peculiaridade de sua orla. “O município tem um rio navegável que contempla cachoeiras e um balneário belíssimo. É rico na gastronomia, com restaurantes à beira mar, e não pode ficar para trás quando o assunto é o setor náutico”, afirma.

Várias cidades, como Tijucas, Blumenau e Araquari estão ganhando corpo por meio de ações do poder público e da iniciativa privada. “São municípios que têm trabalhado isso e estão avançando. Biguaçu já possui várias marinas de qualidade e não pode ficar parada esperando. O crescimento deve vir imediatamente”, salienta Ferrari, completando que “tudo está travado devido à não regulamentação da lei que institui o Plano Municipal de Gerenciamento Costeiro” – aprovado na Câmara de Vereadores há oito anos.

Segundo o empresário Luiz Lunardelli, da Marina 3 Mares, enquanto essa lei não for regulamentada, o município fica sem  receber novos empreendimentos náuticos. Ele ainda lembra que, após regulamentar a legislação municipal, será preciso fazer os estudos da orla de Biguaçu, e isso tem um custo elevado. No entanto, afirma que há interessados na iniciativa privada que custeariam o projeto por meio de doação dos recursos ao município. “Cria-se para este fim um fundo municipal para o turismo com total empenho e comprometimento dos governantes e dos empresários”.

Ao receber a proposta,  o prefeito Wollinger assumiu o compromisso de encaminhar imediatamente o projeto para apreciação da Câmara Municipal, ponderando que a iniciativa da Acatmar e Acibig é muito importante para a retomada do planejamento turístico no município. Além dos presidentes das entidades e do prefeito municipal, a entrega da proposta de criação do Fundo e do Conselho Municipal de Turismo de Biguaçu também contou com a presença dos secretários municipais Pedro Cardoso (Turismo), Matheus Hoffmann Machado (Planejamento), Yan Riedel (Desenvolvimento Econômico) e  Andreia Felipe (Meio Ambiente).

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Cruzeiro nudista pelo Caribe é aposta de empresa dos Estados Unidos; conheça

    Com previsão de lançamento em 2025, viagem sem roupa pelos mares custa a partir de R$ 10 mil, mas tem regras rígidas de convivência

    Robert Scheidt será o embaixador da 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

    Maior medalhista da história olímpica do Brasil estará no evento patrocinado pela Mitsubishi de 20 a 27 de julho

    Iate Clube Armação de Búzios anuncia eleitos para a nova gestão; confira

    Em eleição realizada na última segunda-feira (13), o medalhista olímpico Marcos Soares foi nomeado o novo comodoro

    Brasileiro fez imagens inéditas de baleia que quase foi extinta: "indescritível"

    Documentarista flagrou uma das baleias mais rápidas do mundo no mar da Patagônia

    Venda de ingressos para o Marina Itajaí Boat Show 2024 já está aberta; garanta o seu

    Segunda edição do evento está ainda maior, com mais expositores e em formato de circuito 360º sobre a terra e as águas