Quase de volta

Por: Redação -
02/05/2015

Uma boa notícia para a equipe dinamarquesa. A reconstrução do Team Vestas Wind avança em 70% e o barco tem tudo para voltar à disputa da Volvo Ocean Race depois do incidente na segunda etapa do evento. O trabalho inicial foi realizado na metade do tempo normalmente necessário e animou os representantes da equipe azul e branca.

“O casco está totalmente pronto e novo. Trocamos mais da metade da estrutura interna. Constatamos que o barco é resistente e confiável, impressionante!”, disse o chefe da equipe de terra do Team Vestas Wind, Neil Cox. “A parte mais complicada foi seguir o regulamento da classe Volvo Ocean 65”.

O barco foi desmontado peça por peça antes de sua reconstrução com a ajuda de uma equipe de 24 especialistas de todo o mundo. Os equipamentos e a estrutura foram medidas, pesadas e verificadas pelo medidor oficial James Dadd.

Depois de unir casco com a parte superior do barco, é a vez da pintura, eletrônica, motor e sistemas hidráulicos.

“Todos fizeram um trabalho fantástico, demostrando uma dedicação total ao projeto. Tenho que agradecer a Persico. Não sei se outros estaleiros aceitariam um desafio como este”, disse o comandante Chris Nicholson.

O transporte desde o norte da Itália até Lisboa poderia levar sete dias, mas existe a opção de seguir de ferry até a Espanha. O novo mastro, a quilha e o bulbo já serão levados a Portugal.

O barco encalhou em uma pequena ilha do Oceano Índico em 29 de novembro do ano passado. Ninguém se feriu, mas a equipe foi obrigada a abandonar as etapas seguintes.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos