Rio 2016

Por: Redação -
17/08/2015

O Brasil encerrou as competições do fim de semana do evento-teste de vela para os Jogos Olímpicos Rio 2016 entre os melhores em oito das dez classes participantes. As atuais campeãs mundiais na classe 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze, começaram bem a disputa do segundo e último evento-teste da modalidade. Neste domingo (dia 16), no Aquece Rio Regata Internacional de Vela, com sede na Marina da Glória, a dupla encerrou o dia na Baía de Guanabara na terceira posição na classificação geral, com cinco pontos perdidos. A liderança é das italianas Giulia Conti e Francesca Clapcich, com 3 pontos perdidos.

Martine e Kahena não começaram bem o dia, sendo desclassificadas da primeira regata após protesto da dupla francesa Sarah Steyaert e Aude Compan. Depois, conseguiram um terceiro e segundo lugares. “Na primeira regata estávamos nos adaptando, nos aquecendo, faz parte. Foi bom que depois conseguimos esfriar a cabeça e obter dois bons resultados”, disse Kahena.

Na 470 feminina, Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan começaram com um 12º lugar. Mas depois se recuperaram ao obterem uma quarta posição. No geral, ficaram na sexta colocação, com 16 pontos perdidos. A liderança é das chineses Shasha Chen e Haiyan Gao, com 4 pontos perdidos. Na versão masculina, Henrique Haddad e Bruno Bethlem ocupam a 10ª posição após um sétimo e um 16º lugares. Eles somam 23 pontos perdidos, contra 7 dos líderes australianos Mathew Belcher e William Ryan.

Na RS:X, o Brasil ocupa a oitava posição tanto no masculino quanto no feminino. Ricardo Winicki, o Bimba, obteve um quinto, 14º (descartado) e um 11º lugares, somando 39 pontos perdidos. O chinês Aichen Wang segue na ponta, com nove. Patricia Freitas soma 40 pontos perdidos depois de chegar em quinto, nono e 11º. O primeiro lugar pertence à francesa Charline Picon, com 17 pontos perdidos.

Na Laser, Robert Scheidt teve um dia ruim, com um 20º e um 26º (descartado). Ele ocupa a nona posição, com 29 pontos perdidos. O croata Tonci Stipanović lidera com quatro pontos perdidos. Na Laser Radial, Fernanda Decnop é a oitava com 26 pontos perdidos após obter um nono e um 13º (descartado) neste domingo. Esposa de Robert Scheidt, a lituana Gintare Scheidt está na frente, com 12 pontos perdidos.

Na 49er, foram realizadas duas das três regatas previstas. Assim, a organização do evento-teste realizará quatro disputas nesta segunda-feira (dia 17). Marco Grael e Gabriel Borges obtiveram um 11º e um 7º lugares, encerrando o dia na sétima posição, com 18 pontos perdidos. A liderança é dos espanhóis Diego Botín e Iago Lopez Marra, com 5.

Na Finn, Jorge Zarif ocupa a 14ª colocação após chegar em 11º e 14º. Ele soma 25 pontos perdidos, contra 3 do líder, o holandês Pieter-Jan Postma. Na Nacra 17, Samuel Albrecht e Isabel Swan estão em 15º, depois de obterem um 15º (descartado), um 14º e outro 15º. A dupla soma 29 pontos perdidos. O primeiro lugar é de Gemma Jones e Jason Saunders, da Nova Zelândia, com 4 pontos perdidos.

Para ver os resultados completos, clique aqui.

Foto: Fred Hoffmann

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Armatti Yachts vai exibir três lanchas no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Modelos de 30, 37 e 42 pés marcarão presença no evento, que acontece de 4 a 7 de julho

    Por que a tocha olímpica não apaga debaixo d’água? Entenda

    Tradicional revezamento que antecede os Jogos contou com trecho submerso na França, a 20m de profundidade no Mediterrâneo

    Enorme submarino de guerra surge em Santos, no litoral de São Paulo

    Embarcação da Marinha, o Tikuna - S34 chamou a atenção ao atracar com tripulantes sobre o casco

    Quase 1.500 anos: cientistas identificam a planta marinha mais antiga do mundo

    Espécie de alga marinha surgiu no Mar Báltico no período das Invasões Bárbaras, de 375 d.C. a 700 d.C

    Copa Mitsubishi de Vela: 2ª etapa termina com premiação e domingo sem ventos

    Participantes disputaram regatas no sábado, mas premiação aconteceu no dia seguinte sem novas competições