Soja

Por: Redação -
19/06/2014

A interrupção no tráfego de barcaças na Hidrovia Tietê-Paraná afeta a exportação da soja brasileira. O motivo é que o governo prioriza a geração de energia por conta da queda contínua do nível dos rios, que a está baixando desde fevereiro, reflexo do verão quente e seco em São Paulo. O escoamento está sem sua atividade normal desde o final de maio

As empresas exportadoras disseram que precisaram contratar caminhões para transportar o produto até o porto de Santos, o principal ponto de embarque de soja do Brasil. As autoridades paulistas temem racionamento de água e de cortes na energia durante a Copa. O Brasil é o maior exportador mundial de soja. A safra deste ano deve ser de 43 milhões de toneladas.

Foto: Reprodução

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Fountaine Pajot leva catamarã de 16 metros ao Rio Boat Show 2024

    Aura 51 é o maior catamarã a vela sem flybridge do estaleiro francês e estará no evento náutico de 28 de abril a 5 de maio

    No NÁUTICA Talks, Elio Crapun palestra sobre revolução dos hidrofólios nas embarcações

    Velejador abordará detalhes sobre realidade e avanços de barcos que navegam sobre fólios durante o Rio Boat Show 2024

    Casarini Boats levará mistura de bote com jet ao Rio Boat Show 2024

    Embarcação inovadora será um dos destaques do evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    No NÁUTICA Talks, Paula Vianna mergulha nos desafios da fotografia subaquática

    Vencedora de concursos internacionais, fotógrafa é presença confirmada no Rio Boat Show 2024

    Série de NÁUTICA com família a bordo de barco centenário já tem data de estreia

    Com 10 episódios, “A Europa como você nunca viu” acompanhará um casal, uma criança e um cachorro pelos canais dos Países Baixos