No Caribe

Por: Redação -
17/12/2014

Entre os dias 5 e 8 de março de 2015, acontece a 35ª St. Maarten Heineken Regatta. Promover o mesmo evento ano após ano pode ser desafiador, especialmente depois de 35 anos, e por este motivo a próxima edição terá mudanças. Sempre há muitas mudanças nas corridas, logística e regras de segurança, tudo bem pensado, com foco nos competidores e o comitê de corridas tem se dedicado para chegar a uma variedade de opções e novidades, de acordo com o clima.

Os organizadores da regata anunciaram no início deste mês que a popular Gill Commodore’s Cup agora será aberta para todos os participantes – exceto os da classe Lottery. Com isto em mente e para ajudar a acomodar mais 200 inscritos que o evento recebe a cada ano, o início das inscrições foi antecipado em um dia, para 3 de março, e permanecerá até o dia 5.

Para aqueles que cuidam da agenda da tripulação, a regata ficou menos complicada.
O comitê optou por simplificar este ano e todas as partidas e chegadas das corridas serão em Simpson Bay.

Atracar a embarcação e fazer a reserva do hotel ficou muito mais fácil, já que a tripulação e o barco podem permanecer no mesmo local todas as noites. No sábado, 7 de março, as corridas não acabarão em Marigot, no lado francês St. Martin, como nos anos anteriores, mas sim em Simpson Bay.

Há também novas Regras Oficiais de Segurança, que serão implementadas em todos os dias de competição. Este regulamento pode ser acessado clicando aqui.

St. Maarten, ilha que sedia o evento, é reconhecida por sua diversidade cultural, assim como a regata. Com um esforço contínuo em fazer uma corrida melhor, mais animada e mais competitiva, o comitê de corridas confirmou que, com a permissão do tempo, será possível oferecer duas regatas no dia 8, para algumas classes, ao invés de uma só, o que permite aos competidores terem mais oportunidades.

St. Maarten é a menor ilha do mundo compartilhada por duas nações – Holanda e França -, fato que lhe confere atmosfera europeia com toque caribenho. Localizada no extremo norte das Pequenas Antilhas, a ilha de 37 quilômetros quadrados tem 37 praias deslumbrantes e é o lar de muitas atrações históricas e orientadas para a família. Durante o dia, a ilha é ideal para a prática de esportes aquáticos, destaque para o mergulho. À noite, sua capital Philipsburg se agita com a movimentação em torno das diversas lojas, cassinos e discotecas.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária

    Solara Boat House fará sua estreia nas águas durante o Rio Boat Show 2024

    Estaleiro terá ainda 3 lançamentos e outros 6 barcos no evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória