Tradição Grael

Por: Redação -
08/06/2015

Torben e Lars Grael continuam competindo na classe Star mesmo após o barco ter sido retirado do programa olímpico e na última semana foram destaque no Campeonato Europeu realizado em Gaeta, Itália.

Torben conquistou o pódio ao lado de Guilherme de Almeida terminando a competição na terceira posição. Lars, que velejou com o proeiro Samuel Gonçalves, ficou na quarta colocação. Outro brasileiro que subiu ao pódio foi Bruno Prada, que velejou com o americano Auge Diaz, os dois ficaram com o vice-campeonato europeu enquanto a dupla francesa Xavier Rohart e Sebastien Guidoux levaram a taça de campeões para casa. As duplas brasileiras Alessandro Pascolato/Henry Boening e Admar Gonzaga Neto/Alexandre Figueiredo de Freitas também velejaram bem e terminando o campeonato em 8º e 10º, respectivamente.

Além do europeu da classe, Lars e Samuel ainda participaram de outra competição na Itália, o Troféu Benetti, e conquistaram a 2ª colocação geral e o 1º lugar na categoria Master.

Fotos YCG/Gianluca Di Fazio

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Boberto por 202 m² de painéis solares, barco percorreu quase 63.040 milhas náuticas apenas com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Embarcação militar de 71,6 metros é oriunda do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, selado entre Brasil e França