Tudo pronto!

Por: Redação -
17/04/2015

Antes da largada da sexta etapa da Volvo Ocean Race – Itajaí até Newport, que acontecerá neste domingo (19), a partir de 14h, acontece neste sábado (18) a Team Vestas Wind In-port Race de Itajaí, a famosa regata local, que terá início às 14 h e terá cobertura de NÁUTICA.

O placar geral da Volvo Ocean Race aponta uma vantagem confortável para o Abu Dhabi Ocean Racing, barco dos Emirados Árabe Unidos. Os árabes somam nove pontos perdidos, sete de vantagem sobre o Dongfeng Race Team, que está em segundo. Mas, como a modalidade é feita de improvisos, qualquer erro, por menor que seja, pode mudar os números de uma hora pra outra. Durante a coletiva dos sete comandantes da Volta ao Mundo, que ocorreu nesta sexta-feira (17), em Itajaí (SC), muitos queriam saber do líder do Abu Dhabi se as favas estavam contadas. Sem o oba oba característico do futebol para nós brasileiros, Ian Walker disse que ainda há muito mar pela frente. “A vitória na última perna foi importante para nós. Mas ainda falta muita coisa, quase a metade dos pontos e tudo pode acontecer até junho. Nossa estratégia será mantida até o fim”, disse Ian Walker, comandante do barco árabe. “Nossa meta é vencer a Volvo Ocean Race”.

O sistema de pontuação da Volta ao Mundo é simples: o vencedor soma um ponto, o segundo dois, o terceiro três e assim por diante. No final, quem tiver menos pontos é o campeão. O Dongfeng Race Team, que liderava o campeonato até a etapa quatro, teve um problema no seu mastro no caminho ao Brasil e foi obrigado a abandonar a regata naquele momento. Ganhou pontos que minaram sua liderança.

“Os oito pontos somados e perder a liderança, por consequência, foram terríveis. Agora está tudo muito igual na segunda parte da tabela. Vamos continuar velejando do mesmo jeito para tentar reverter a situação”, falou Charles Caudrelier, comandante do Dongfeng. “Antes de sair da Nova Zelândia, a gente tinha oito pontos. Quando chegamos ao Brasil ganhamos o dobro”.

Em terceiro na tabela está o Team Brunel, do experiente Bouwe Bekking. O time holandês soma 18 pontos perdidos. Para o velejador, que está em sua sétima Volvo Ocean Race, não dá para seu adversário comemorar. “Tudo pode ocorrer. É só lembrar o que ocorreu com o time espanhol na edição passada. O Abu Dhabi lidera bem, mas ainda tem muito para rolar, inclusive mais uma travessia transatlântica”.

Bouwe Bekking citou o Telefónica, que na edição passada vencia a Volvo Ocean Race com folga na quinta etapa e, por resultados ruins e algumas quebras, perdeu a liderança e terminou em quarto lugar, fora do pódio.

 

 

Classificação do campeonato

1º – Abu Dhabi Ocean Race – 9 pontos perdidos

2º – Dongfeng Race Team – 16 pontos perdidos

3º – Team Brunel – 18 pontos perdidos

4º – Team Alvimedica – 19 pontos perdidos

5º – MAPFRE – 20 pontos perdidos

6º – Team SCA – 29 pontos perdidos

 

MAPFRE ganha pontos e cai para quinto no geral

O time espanhol MAPFRE foi punido com o acréscimo de dois pontos por questões administrativas durante a quinta etapa da Volvo Ocean Race. A equipe fez reparos no casco e na retranca após a largada em Auckland.

Um júri independente da ISAF – Federação Internacional de Vela – concluiu que os espanhóis quebraram as regras da classe Volvo Ocean 65, bem como as regras da regata. Segundo o documento oficial, todos os reparos precisam ser comunicados imediatamente à organização.

Os representantes do MAPFRE recorreram da decisão informando que o trabalho a bordo foi feito para reforçar a segurança.

Em uma audiência separada, os representantes da ISAF Júri,autorizaram o Dongfeng a substituir a vela grande para a próxima perna, que começa no domingo (19). Os chineses tiveram que abandonar a etapa anterior por causa da quebra do mastro.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Semana de Vela de Ilhabela: na BRA-RGS, vencedor cruzou linha de chegada após 12h de regata

    Percurso de Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil, de 55 milhas náuticas, foi marcado pela variação de vento; confira resultados gerais

    Lago Paranoá, palco do Brasília Boat Show, tem vila submersa e pequenas ilhas; conheça

    Fruto de um projeto arquitetônico, lago possui uma rica história e é ponto de lazer, pesca e esportes na região

    Marine Center atracará no Brasília Boat Show com produtos de primeira linha para barcos

    Considerada um dos maiores atacados náuticos do Brasil, empresa estará no salão que acontece de 14 a 18 de agosto no Lago Paranoá

    Raríssimas imagens flagram baleia azul amamentando filhote; assista

    Cenas também mostram cetáceos em outros momentos íntimos, que envolvem desde reprodução até ‘ida ao banheiro’

    Growdeck levará deques náuticos e acessórios à primeira edição do Brasília Boat Show

    Considerada uma das principais marcas de pisos náuticos no Brasil, empresa atracará no Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto