Tudo pronto

Por: Redação -
19/07/2014

Chegou o momento mais esperado do ano pelos velejadores inscritos na Ilhabela Sailing Week, principal regata oceânica da América Latina. A partir deste domingo (20), cerca de mil tripulantes embarcados em 130 veleiros de oito classes, levam seus talentos para as águas do litoral norte paulista dando início ao show que inclui velocidade, tecnologia, ousadia, além do colorido das velas que tingem o Canal de São Sebastião e do clima único de disputa e confraternização que se estende ao Yacht Club de Ilhabela (YCI) após as regatas.

Com previsão de vento sudoeste em torno de 15 nós (até 30 km/h), os barcos das classes S40, ORC, IRC, e RGS, largam às 10h com destino à Alcatrazes para contornar o arquipélago e retornar ao YCI, em um percurso de 60 milhas (110 km). O recordista da regata, que teve início em 1996 e foi incluída no programa do evento em 1999, é o S40 argentino Cusi 5, com o tempo de 6h12m26, estabelecido em 2009. Na última edição, o Crioula, também S40, foi o vencedor com 14h22m02, sob condições de vento não tão adequadas como em 2009.

Também no domingo, os barcos das classes C30, RGS C e Clássicos largam às 10h20 para a Regata Ilha de Toque-Toque por Boreste. Dez minutos antes, a classe HPE25 inicia a disputa da Regata Renato Frankenthal, em homenagem ao velejador assíduo em Ilhabela e entusiasta da vela, falecido em 2009. Os veleiros da Star terão o dia para treinos oficiais à espera do Campeonato Sul-americano da classe que terá início na terça-feira (22), como uma das atrações internacionais da 41ª Ilhabela Sailing Week.

Os veleiros inscritos neste ano iguala o número de participações na edição comemorativa dos 40 anos realizada em 2013, motivo de satisfação para os organizadores. “Apesar de muitos velejadores, principalmente os de fora como, argentinos, chilenos e uruguaios, terem vindo ao Brasil para acompanhar a Copa do Mundo, estamos com 130 barcos inscritos, o que me deixa muito contente. O interesse pela Ilhabela Sailing Week, em plena Copa é surpreendente”, argumenta o diretor de Vela do Yacht Club de Ilhabela, Carlos Eduardo Souza e Silva, Kalu, que correrá na classe ORC com o barco Orson.

“Aumentou, por exemplo, o número de inscritos na Star devido ao apelo do Campeonato Sul-americano, além de contarmos também com excelentes barcos e grandes velejadores nas demais classes. A classe Star terá muita qualidade com tantas feras na água. Tenho a certeza de que faremos ótimas regatas em todas as raias”, relata Kalu que disputará a segunda e última etapa do Sul-americano de ORC, iniciado em janeiro, em Punta del Este, no Uruguai.

Entre as feras citadas por Kalu na Star podemos incluir Lars Grael, Reinaldo Conrad, Bruno Prada, Marcelo Fuchs, Ronie Seifert, Samuel Gonçalves, Guilherme de Almeida, Dino Pascolato, Henry Boening e o argentino Torkel Borgstrom. São 19 barcos inscritos. “É um prazer voltar a Ilhabela para rever os amigos em um lugar tão lindo e velejar com esse barco que tanto exige dos tripulantes. É também uma oportunidade de aprendermos com os melhores velejadores brasileiros de Star. Creio que os favoritos são Lars e Marcelo Fuchs, mas sempre corro para ganhar e espero ficar entre os primeiros”, afirma Torkel com humildade.
A S40, classe mais veloz da competição, também proporcionará um desfile de talentos com a família Grael no Magia Energisa; o Pajero Mitsubishi, vencedor em 2012; o atual campeão Crioula, do tático Samuel Albrecht; o vice de 2013 Carioca, de Roberto Martins e o Crioula 03, que terá tripulação sul-africana.

A competitiva classe C30 também estará muito bem representada na 41ª Ilhabela Sailing Week, com o atual campeão e novamente favorito CA Technologies, de Marcelo Massa, que conta com a experiência de André Fonseca, o Bochecha; Zeus Team e Relaxa Next/Caixa, ambos de Santa Catarina; Caiçara Porshe, Caballo Loco, Barracuda e Mais Realizado, que terá no leme o bicampeão pan-americano de Lightning, Mário Buckup.

“Estou super animado por correr contra barcos idênticos, o que valoriza as atitudes da tripulação. O que vale, são suas decisões a bordo. É preciso ficar atento o tempo todo porque os erros aparecem mais quando se veleja lado a lado com os adversários”, comenta Buckup com mais de 30 anos de participações assíduas na Ilhabela Sailing Week. “O C30 é fantástico, com 12 nós (20 km/h) de vento, você atinge 12 nós de velocidade no popa ou no través”, enfatiza o velejador sempre solícito com os demais competidores que pedem informações sobre regulagens do barco ou das velas.

A flotilha de HPE, com 20 barcos, é a mais numerosa entre os monotipos, e deve proporcionar regatas equilibradas. O veleiro a ser batido é o Ginga, atual campeão, com uma tripulação local de exímios conhecedores das raias de Ilhabela. Também confirmaram presença Fit to Fly e Bond Girl Suzuki, segundo e terceiros colocados em 2013, respectivamente. O Fuguinha, do Aratu Iate Clube, veio de carreta desde Salvador para competir em Ilhabela e terá a companhia do também baiano Blitz, do Iate Clube da Bahia.

A Ilhabela Sailing Week tem a organização do Yacht Club de Ilhabela e os patrocínios de Mitsubishi, Banco do Brasil e Correios. As regatas no Canal de São Sebastião reunirão embarcações das classes S40, ORC, IRC, C30, HPE-25, RGS, RGS Cruiser, Clássicos e Star, sendo que as regatas de ORC e Star também serão válidas pelo Campeonato Sul-americano de ambas as classes.

Foto: Edu Grigaitis/Balaio

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Poluição sonora no mar pode ser catastrófica para as baleias

    Barulhos provenientes da navegação de barcos, extração de recursos e outras atividades marítimas afetam a circulação dos animais que se comunicação pelo som

    Confira a melhor forma de chegar ao Rio Boat Show 2024

    Evento náutico mais charmoso da América Latina contará com transfer todos os dias e estacionamento 24h; saiba mais

    NÁUTICA Talks: Izabel Pimentel e Marcelo Osanai contam acontecimentos inesperados na navegação

    Dois navegadores que já passaram por apuros em alto-mar relatam suas incríveis histórias no Rio Boat Show 2024

    Yamaha vai ao Rio Boat Show 2024 com cinco motores e dois jets

    Entre os equipamentos, estão cinco modelos de popa; evento acontece de 28 de abril a 5 de maio

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2019

    Evento chegou a sua última edição antes da pandemia consolidado como o mais importante salão náutico outdoor da América Latina