Uma década

Por: Redação -
02/06/2014

A limpeza da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, só deve ser concluída daqui a mais de uma década, segundo um documento enviado no início do mês ao Ministério dos Esporte pelo secretário de Estado do Ambiente, Carlos Portinho. O governo local admite que os efeitos benéficos nas águas do palco da vela em 2016 só ocorrerão em pelo menos uma década.

Pelos novos cálculos da Secretaria do Ambiente, a despoluição da Baía de Guanabara vai custar mais caro e deve levar mais tempo do que se imagina. O número é próximo a R$ 8 bilhões de investimento.

A solução técnica para a despoluição da baía até os jogos de 2016 , segundo o documento,  é a construção de mais sete unidades de tratamento de rios, as UTR’s.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária

    Solara Boat House fará sua estreia nas águas durante o Rio Boat Show 2024

    Estaleiro terá ainda 3 lançamentos e outros 6 barcos no evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    Festa no mar: Tailândia tem mega balada flutuante em catamarã

    Com dois andares e capacidade para 500 pessoas, beach club leva agito a cenário paradisíaco