Vela no Rio

Por: Redação -
18/04/2016

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) encerrou com balanço positivo sua primeira participação no Rio Boat Show. Entre os dias 8 e 17 de abril, na Marina da Glória, sede da vela nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a entidade participou pela primeira vez do maior salão náutico outdoor da América Latina. Durante os dias de exposição, realizou uma série de ações, com destaque para a exibição de barcos de algumas classes olímpicas, presença de atletas e sorteio de camisas autografadas pelo bicampeão olímpico Robert Scheidt.

“Nossa participação foi um sucesso. Um momento de aproximação da vela com a comunidade náutica e com a população. Estivemos presentes no Rio Boat Show pela primeira vez e na nova marina, reformada para os Jogos Olímpicos. Foi uma grande oportunidade de divulgação do nosso esporte. No estande, os visitantes puderam conhecer alguns dos barcos olímpicos e nossos atletas. Foi uma ação fundamental para a nossa modalidade e uma das mais importantes da CBVela em 2016”, disse o presidente da entidade, Marco Aurélio de Sá Ribeiro.

Localizado à direita do portão de entrada do Rio Boat Show, o estande da CBVela tinha 178 metros quadrados. Foram expostos barcos das classes 49er, 470, Laser e RS:X, além de duas classes da Vela Jovem: o Optimist, de iniciação no esporte, e o 29er. O estande também contou com totens com fotos e informações sobre os atletas, televisões exibindo imagens de competições e dos velejadores brasileiros, além de um grande painel com uma foto dos 15 representantes olímpicos do Brasil na Rio-2016.

A vela da classe Laser exibida no estande foi a utilizada por Robert Scheidt na conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000. O bicampeão olímpico também autografou dez camisas que foram sorteadas para o público ao longo do Rio Boat Show. Mais de 400 pessoas participaram dos sorteios.

Em dois dias do Rio Boat Show, o estande da CBVela contou com a presença de atletas classificados para os Jogos Olímpicos. No dia 11 de abril, Martine Grael e Kahena Kunze, da classe 49erFX, visitaram o espaço e fizeram muitos elogios.

“Pouca gente conhece os barcos olímpicos e a vela em geral. O estande da CBVela é uma oportunidade muito legal de conhecer os barcos. Tem uns vídeos bem interessantes e o estande em geral está muito bacana”, disse Martine. ”Achei muito legal, principalmente as fotos, como estão expostos os barcos. Geralmente as pessoas não têm noção de como são os barcos, quem faz parte da equipe, as classes olímpicas. Fizeram um ótimo trabalho”, completou Kahena.

No dia 13 foi a vez da dupla da classe Nacra 17, Samuel Albrecht e Isabel Swan, marcar presença no estande. “Ficou muito bonito. A CBVela mostrou barcos voltados para as crianças que desejam iniciar a prática da vela e também alguns dos que integram o programa olímpico”, disse Isabel. “O estande ficou muito bacana, uma ótima oportunidade para as pessoas conhecerem o nosso esporte”, afirmou Samuel.

A EQUIPE BRASILEIRA DE VELA NOS JOGOS RIO 2016

Laser: Robert Scheidt
Laser Radial: Fernanda Decnop
49er: Marco Grael e Gabriel Borges
49erFX: Martine Grael e Kahena Kunze
Finn: Jorge Zarif
470 feminina: Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan
470 masculina: Henrique Haddad e Bruno Bethlem
Nacra 17: Samuel Albrecht e Isabel Swan
RS:X feminina: Patricia Freitas
RS:X masculina: Ricardo Winicki, o Bimba

Foto: Fred Hoffmann/CBVela

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial