Velejadores brasileiros estreiam nos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires

Por: Redação -
05/10/2018
Foto: Arquivo Pessoal

A vela brasileira começa neste domingo, dia 7, sua campanha nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018. O país terá três representantes na água: Giovanna Prada (foto em destaque), na classe Techno 293+ feminina (windsurfe); Guilherme Plentz, na Techno 293+ masculina (windsurfe); e Manoel “Piçarrinha” Santos na classe Kiteboard TT:R (Twin Tip Racing). As regatas serão disputadas no Club Nautico San Isidro, em San Isidro. As primeiras provas serão do windsurfe, com início previsto para 12h (de Brasília).

“Eventos como os Jogos Olímpicos da Juventude são muito importantes para a formação dos jovens atletas brasileiros na vela, porque contribuem para o desenvolvimento técnico e tático, além da troca de experiências culturais e esportivas. Estamos certos de que nossos velejadores estarão à altura da competição e vão representar o país da melhor maneira”, afirma Juan Ignácio Sienra, coordenador técnico da Vela Jovem da Confederação Brasileira de Vela, que está em Buenos Aires comandando a equipe.

A Techno 293+ é a maior classe do windsurfe, com praticantes espalhados por mais de 50 países e em todos os seis continentes. A competição será dividida em três etapas: fase de classificação, semifinal e final (A e B), com a disputa por pódio prevista para o dia 12.

O Kiteboard TT:R terá competição no estilo slalom, também dividida em fase de classificação, semifinal e final (A e B). As regatas de medalhas estão marcadas para o dia 13. O Kite é a grande novidade do cenário internacional da vela e foi indicado pela World Sailing (Federação Internacional de Vela) para entrar no programa dos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

“Minha expectativa é muito boa, estou muito feliz de estar aqui com a galera. Estamos treinando já há um bom tempo, na água e na preparação física. Vou dar meu melhor para buscar essa medalha”, disse o rider Manoel Piçarrinha, que em 2017 conquistou a medalha de prata no Mundial Jovem de Kite na sua terra natal, Barra Grande, no Piauí.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vírus gigante encontrado no Ártico pode amenizar efeitos do aquecimento global

    Estudo aponta que o organismo, mil vezes maior do que o vírus da gripe, consegue desacelerar o derretimento do gelo; entenda

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés