Volta ao passado

Por: Redação -
19/06/2015

Há quase 50 anos Sir Robin Knox-Johnston se tornou o primeiro homem a circunavegar o globo sozinho sem paradas. Foram 312 dias no mar usando água da chuva para matar a sede e carne e sardinha para matar a fome. O desafio chamado de Golden Globe Race foi proposto pelo jornal britânico Sunday Times e Sir Knox-Johnston foi o único a completar a prova.

Agora, perto da comemoração de meio século do feito, o desafio está novamente de pé, mas para isso é preciso deixar em terra todos os equipamentos eletrônicos que os velejadores modernos estão acostumados. Nem mesmo o piloto automático — essencial nos momentos de descanso — poderá subir a bordo dos veleiros desta jornada. E o modelo dos veleiros também são específicos, além do tamanho, de 9,75 a 10,97 metros, só poderá participar veleiros com projetos desenhados até o ano de 1988. O sextante, barômetro e uma boa pitada de intuição serão os únicos companheiros dos velejadores durante a travessia. Para comunicação apenas rádios VHF serão permitidos e uma câmera Super 8 e gravadores de voz do tipo cassete serão os únicos meios de registrar a aventura. Cada barco até irá levar um gps, mas ele só servirá para que os organizadores possam monitorar os veleiros e efetuar um salvamento se necessário.

Tantas exigências, esclarece os organizadores, é para levar os velejadores exatamente ao ponto de partida da primeira e lendária Golden Globe Race e eles afirmam que já receberam diversas manifestações de interessados em participar da regata ao estilo “túnel do tempo”.

Apenas 26 veleiros poderão se inscrever na competição que tem data marcada para começar, 14 de junho de 2018. As embarcações largarão de Falmouth (Inglaterra), o ponto exato onde começou a corrida original. E para deixar tudo ainda mais real, até Sir Robin Knox-Johnston estará presente na largada.

Só há um detalhe, é preciso estar preparado para uma longa viagem, pois, se hoje, é possível terminar uma volta ao mundo a vela em apenas 80 dias, a nova Golden Globe Race tem tempo estimado de duração de 300 dias, ou seja, 10 meses a bordo de um veleiro para cruzar, completamente sozinho, o globo por água.

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda

    Adolescente para lancha desgovernada e impede acidente em lago nos EUA

    Imagens gravadas por quem estava no local mostram jovem de 17 anos saltando de um jet em direção ao barco que rodopiava sem condutor

    Público do Brasília Boat Show tem desconto exclusivo em hotéis parceiros; saiba como funciona

    Visitantes do evento náutico, que atraca pela primeira vez no Lago Paranoá, poderão desfrutar de condições especiais no momento da reserva

    Navio de pesquisa de 1962 é capaz de “ficar de pé” no mar; assista em ação

    Quando na vertical, paredes internas viram pisos e móveis são adaptados para a nova posição

    Na dúvida de qual jet comprar? Confira modelos da Sea-Doo para cada necessidade

    Empresa conta com opções que atendem desde iniciantes no universo náutico até apaixonados por velocidade ou pesca