Brasil na frente

Por: Redação -
27/10/2015

Com céu nublado e vento fraco teve início nem Porto Alegre o 25º Campeonato Centro Sul-Americano da classe Laser Standard e o 16º Centro Sul-americano de Laser 4.7 no Veleiros do Sul. Neste primeiro dia de disputa, o Brasil começou bem representado pelo catarinense Bruno Fontes (ICSC). Apesar do vento ter sido de uma condição que não é de sua preferência, ele assegurou duas vitórias nas regatas da classe Standard nesta tarde.

Na segunda colocação vem o venezuelano José V. Gutiérrez (CPA) que também teve um bom desempenho com um 2º e 3º nas regatas, e na continuidade das classificações os velejadores estrangeiros predominam até o 9º lugar aparecendo o Brasil novamente com o gaúcho Antônio Cavalcanti Rosa (VDS) em 10°.

Na classe Laser 4.7 o paranaense Andrey de Oliveira Godoy (ICLI) também começou com força total ao vencer as duas regatas de hoje. Na vice-colocação está o gaúcho João Emilio Mendes de Vasconcellos (CDJ) e na categoria feminina a liderança é da gaúcha Júlia Fernanda Silva (VDS), terceira colocada no geral.

Na raia do Guaíba o vento soprou de direção sul de 6 a 9 nós de intensidade nesta tarde de tempo nublado. O Centro Sul-americano de Laser Standard e 4.7 conta com 92 inscritos de 13 países: Brasil, Argentina, Bermudas, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Guatemala, México, ilhas Trinidad Tobago, Peru, Uruguai e Venezuela. A competição segue nesta terça-feira a partir das 14 horas.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água