Estaleiro promete embarcação totalmente livre de carbono até 2025

Por: Redação -
02/07/2021

O estaleiro norte-americano Correct Craft, sediado em Orlando, na Flórida (EUA), tem uma expectativa muito importante no meio da sustentabilidade náutica: a produção de uma embarcação totalmente neutra em carbono, até 2025.

A empresa controladora das marcas Nautique, Centurion, Supreme, Bass Cat, Yar-Craft, SeaArk, Parker e Bryant, que também é uma reconhecida fabricante de motores marítimos, anunciou que pretende operar como um empreendimento neutro em carbono até o ano de 2025.

correct-craftcorrect-craft

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

A visa atingir seu objetivo investindo em soluções de longo prazo para reduzir as emissões de carbono, estudando volumes e fontes de emissões reais de locais de fabricação da empresa e usando esses dados para desenvolver planos de ação que visam reduzir as emissões de carbono de todas os suas instalações — isso inclui uma revisão de novas fórmulas catalíticas mais eficientes para sua linha de motores PCM.

“Nossa equipe Correct Craft quer ser uma boa administradora de nossos recursos naturais e manter o ar livre de qualidade para as gerações que nos seguem”, disse o presidente e CEO da Correct Craft, Bill Yeargin. “Tornar-se neutro em carbono é uma meta substancial e exigirá investimentos, mas o retorno para o nosso meio ambiente valerá o nosso esforço”.

A Correct Craft fez uma série de testes com rebocadores totalmente elétricos por vários anos, ganhando experiência através de empreendimentos colaborativos na Áustria.

Leia também

» Empresas se unem para criar robô capaz de identificar e recuperar resíduos plásticos marinhos

» Nova Zelândia é exemplo de turismo consciente e preservação. Conheça

» Mergulhador é abocanhado por baleia nos Estados Unidos e sobrevive sem grandes lesões

correct-craft

Inicialmente, esses testes aconteceram em parceria com a Ortner Electric e, mais recentemente, com a Ingenity Electric (agora de propriedade da Correct Craft como parte de sua subsidiária Watershed Innovations).

A empresa apresentou seu primeiro barco totalmente elétrico — o protótipo Ski Nautique E — no Miami International Boat Show, de 2011.

No Miami International Boat Show de 2020, a empresa revelou seu último Nautique GS22E, ostentando até três horas de tempo de execução em uso normal, e uma recarga completa da bateria possível em menos de 90 minutos.

“Temos um longo caminho a percorrer, mas temos aprendido muito ao longo desse processo e estamos ansiosos para revelar o que descobrimos”, disse o presidente e CEO. “Muito em breve estarei compartilhando mais detalhes sobre nosso processo, e esperamos que ser transparente com nossa jornada neutra em carbono inspire outros a se juntar a nós”.

Por Naíza Ximenes, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Adegas rifam vinho de R$ 5 mil, envelhecido no fundo do mar, para ajudar RS

    Empresas já arrecadaram mais de R$ 100 mil com bilhetes vendidos a R$ 10 cada

    Temporada de baleias: confira regras e onde avistar o animal no Brasil

    De junho a novembro, cetáceos saem da Antártica em busca das águas brasileiras para se reproduzirem

    Cidade perdida no meio do Pacífico tem localização remota e mistério sobre sua construção

    Localizada sobre um recife de corais, a cidade perdida de Nan Madol tem fama de "amaldiçoada" e intriga cientistas

    Registro raro: lula de mar profundo ataca câmera com tentáculos “acesos”; assista

    Filmagem mostra animal sendo atraído por isca presa a uma câmera a mais de mil metros de profundidade no Pacífico Sul

    Ex-dono da lancha de JK largou tudo para resgatar de jet mais de 150 animais no RS

    Gerard Souza contou à NÁUTICA sobre os onze dias de voluntariado intenso nas regiões afetadas pelas enchentes