Encontrão: Rosana, no interior de São Paulo, será palco para evento de jets

09/08/2022

A cidade de Rosana, no extremo oeste do estado de São Paulo, será palco para um grande encontro de jets. Chamado de “Encontrão”, o evento movimentará as águas da região entre os dias 26 e 28 de agosto.

Fazendo fronteira com Paraná e Mato Grosso do Sul, Rosana já recebeu campeonatos de jet profissional, amador e, agora, sediará o “Encontrão”.

O evento espera receber 120 jets e participantes de outros sete estados, incluindo Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Paraná e Santa Catarina.

VEJA TAMBÉM
>> Não perca: última chance de garantir desconto nos ingressos do São Paulo Boat Show

O município marca o encontro da foz do rio Paranapanema com o rio Paraná, tornando a pesca uma das atividades mais realizadas no local e mostrando seu potencial náutico.

“Nos últimos cinco anos, investimos fortemente no setor náutico, com participação no Fórum Náutico, buscando conhecimento e trazendo melhorias para o setor no município. Receber esse tipo de evento nos ajuda a fortalecê-lo”, afirmou Kennedy Gabriel, secretário de Planejamento e Gestão de Rosana.

Idealizado pela MS Jet, o “Encontrão” contará com o campeão mundial de jet João Kairalla e a instrutora náutica Ana Paula Silva.

Conheça Rosana (SP)

A 730 km da capital paulista, Rosana está cercada por águas que são ponto de grande atração turística do município. A cidade é delimitada ao norte pelo Rio Paraná, ao sul pelo Rio Paranapanema, a leste pelo córrego de Guaná e Ribeirão Grande e a oeste pela confluência dos rios Paraná e Paranapanema.

De acordo com Kennedy Gabriel, o município vem desenvolvendo o potencial turístico, incentivando os passeios de barco e a instalação de marinas — o que aumenta as oportunidades de emprego e fortalece a economia da cidade.

Rosana é, inclusive, um dos 13 municípios paulistas contemplados para receber investimento do Estado para infraestrutura náutica, segundo o secretário.

A cidade abriga também duas hidrelétricas, que movimentam a economia local: a usina de Rosana e a usina de Primavera. Essa última funciona desde 2006 e possui uma eclusa para transporte fluvial — que, futuramente, ligará o município ao Mercosul.

Um balneário às margens do Rio Paraná, inaugurado em 1998, é importante área de lazer e diversão na cidade, com lanchonetes e barcos para passeio.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial