Fabricante da Sea-Doo, BRP registra resultados recordes no varejo

Números da empresa canadense superaram expectativas para o terceiro trimestre fiscal de 2023

Por: Redação -
05/12/2022

A BRP alcançou números recordes no terceiro trimestre fiscal de 2023, com resultados bem acima das expectativas. A empresa canadense reportou um crescimento no varejo de 43% para esportes motorizados na América do Norte.

De acordo com José Boisjoli, presidente e CEO da BRP, as fortes linhas de produtos, a capacidade de produção adicional e a abordagem proativa para enfrentar os desafios da cadeia de suprimentos – com o apoio dos fornecedores e revendedores – foram fatores-chave para alcançar estes resultados.

 

“Diante desses excelentes resultados e da visibilidade que temos nas entregas para o restante do ano, estamos aumentando nossa projeção para um EPS (Ganhos por Ação) normalizado esperado de CA$ 11,65 a CA$ 12,00 para todo o período. Olhando para o futuro, graças às nossas marcas líderes, inovação implacável, desempenho comprovado e produtos de qualidade, o crescimento será certo”, pontuou o Boisjoli.

 

Dentre os principais números alcançados no período, destaque para receitas de 2.709 milhões de dólares canadenses, 71% a mais em relação ao mesmo período do ano anterior, um desempenho recorde para um único trimestre na história da empresa.

 

No mesmo comparativo, o EBITDA normalizado de 488 milhões de dólares canadenses ficou 94% acima, enquanto as vendas no varejo de produtos Powersports aumentaram 43%, com ganhos de participação de mercado para motos de neve, motos aquáticas, quadriciclos e UTVs na América do Norte.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o EPS diluído normalizado de CA$ 3,64 registrou um aumento de CA$ 2,16 por ação — ou 146%, novamente desempenho recorde para um único trimestre.

 

Já o EPS diluído de CA$ 1,76 teve um incremento de CA$ 0,23 por ação, ou 15%. O aumento da projeção anual para receitas, EBITDA normalizado e EPS normalizado (diluído para cima em CA$ 0,35, agora variando de CA$ 11,65 a CA$ 12,00), representa alta de 17% a 21% sobre o ano fiscal de 2022.

 

Resultados do terceiro trimestre

Apesar da pressão na rede da cadeia de suprimentos global e do recente incidente de segurança cibernética, a empresa aumentou as receitas durante o terceiro trimestre do ano fiscal de 2023, notadamente aumentando sua produção e a taxa de conversão de unidades substancialmente concluídas disponíveis para varejo.

 

O aumento nas receitas nos períodos de três e nove meses deste ano fiscal em comparação com o ano fiscal de 2022 é explicado pela forte demanda do consumidor, apoiada pela capacidade disponível adicional, como a nova instalação de Juarez 3 dedicada à produção de motos de neve, motos aquáticas, quadriciclos e UTVs.

 

No entanto, as entregas de motos aquáticas e veículos de três rodas no trimestre ocorreram após o pico da temporada de varejo e acabaram por impulsionar o aumento do estoque da rede de concessionárias ao final do terceiro trimestre.

 

Os resultados completos estão disponíveis no site da BRP.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    E-combustíveis para o setor marítimo podem gerar 4 milhões de empregos, diz pesquisa

    Estudo foi encomendado pelo Fórum Marítimo Global e indica que as vagas serão abertas até 2050

    Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

    Com estilo contemporâneo, será a primeira embarcação lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

    Litoral de São Paulo e do Rio pode ter ondas de até 3 metros neste sábado (18)

    Alerta da Marinha do Brasil vale para as cidades de Santos e Campos dos Goytacazes; confira dicas de segurança em caso de ressaca marítima

    Projeto na Croácia quer criar cinco vilas ecológicas de luxo à beira mar com direito a barcos elétricos

    Ideia da eD-TEC visa redefinir o conceito de vida de luxo, oferecendo energia solar às moradias durante os 365 dias do ano

    Criança de 11 anos encontra fóssil de ictiossauro pré-histórico, o maior réptil marinho que já existiu

    Com a companhia do pai e pesquisadores, garota ajudou a desvendar a vida marinha de 200 milhões de anos atrás