Tradicional estaleiro francês apresenta projeto de catamarã movido a hidrogênio

Por: Redação -
28/04/2021

A Fountaine Pajot lançou o primeiro projeto do seu plano estratégico de desenvolvimento, intitulado Odyssea 2024, que visa encontrar soluções energéticas para os seus catamarãs à vela. Eles optaram por incorporar o gerador de hidrogênio da EODev, REXH2®.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

O objetivo é combinar o fornecimento de energia de seu catamarã à vela de 59 pés, Samana 59, com o gerador de energia a hidrogênio, que foi desenvolvido em torno da célula de combustível da Toyota. Esta tecnologia será integrada em La Rochelle, idealmente localizada perto do estaleiro Fountaine Pajot. O primeiro Samana 59 movido a hidrogênio com tecnologia de célula de combustível será lançado no início de 2022.

Leia também

» Estados Unidos concedem US$ 20 milhões em doações a 31 pequenos estaleiros

» Estaleiro turco lança iate em alumínio com convés de carga de 157 m²

» Primeira entrega na Europa: Volvo Penta recebe pedidos de motores marítimos Estágio V

As soluções de hidrogênio da EODev apresentam metas de emissão zero e ruído zero, mas também têm um design otimizado que os empresta perfeitamente para uso em iates à vela de menor escala. O Samana 59 terá um gerador REXH2® capaz de alimentar suas baterias de lítio de 70kW e 44kWh, que ocuparão apenas cerca de um metro quadrado de espaço. Além disso, “na ausência de peças móveis, a célula a combustível garantirá uma manutenção simplificada, por uma vida útil de pelo menos 15 mil horas. Finalmente, sendo o REXH2® uma solução “plug and play”, não haverá necessidade de um engenheiro de hidrogênio para operar o barco. Como em carros modernos, o sistema será totalmente automatizado e conectado, com dados de todos os componentes sendo coletados e arquivados remotamente”.

Este último desenvolvimento ocorre apenas uma semana após a Lürssen anunciar a venda de seu primeiro superiate movido a hidrogênio, que também incorporará tecnologia de célula de combustível, durante seu segundo Lürssen Live. Ele demonstra como a indústria está se movendo em direção a soluções mais sustentáveis, ultrapassando os limites do que já foi visto no mundo dos iates e se esforçando para atingir a meta de iates com emissão zero.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Mestre em Mecânica, Ricardo Paragon ensina a evitar panes no mar no NÁUTICA Talks

    Empresário e técnico premiado compartilhará dicas importantes durante o Rio Boat Show 2024

    Marinha anuncia regras para barcos durante show da Madonna, no Rio

    Área delimitada para o evento só aceitará embarcações identificadas, vistoriadas previamente e que respeitem os limites de lotação

    Hélio Magalhães divide décadas de experiência como velejador no NÁUTICA Talks

    Com 45 anos de mar e mais de 200 milhas náuticas navegadas, palestrante compartilhará ensinamentos no Rio Boat Show 2024

    Na Holanda, live permite acionar "campainha de peixes" para liberar passagem de animais por eclusa

    Transmissão ao vivo mostra quando um peixe aguarda passagem; espectadores avisam operadores ao "tocar campainha"

    Renault apresenta veleiro desmontável, jet elétrico e prancha motorizada

    Marca francesa propõe novas soluções de mobilidade e mostrou inovações durante lançamento de carro elétrico