Mundial de Soto 40

Por: Redação -
09/03/2015

Os mais modernos barcos one design da vela oceânica chegam à Praia de Jurerê, em Florianópolis (SC), para o Mitsubishi Motors Soto 40 World Championship, a principal competição da categoria. Com 10 regatas previstas, o evento será realizado entre os dias 7 e 16 de abril.

Desenhado pelo consagrado projetista náutico argentino Javier Soto Acebal e construído no estaleiro MBoats, na Argentina, o veleiro S40 é um moderno barco de regatas que compete como monotipo. Sua flotilha está espalhada por França, Alemanha, Portugal, Chile, Argentina e Brasil, onde participa de regatas bastante disputadas.

Na primeira edição do Soto 40 World Championship, realizada no Chile em 2013, o veleiro Pisco Sour foi o campeão. No ano passado, em Valência, na Espanha, quem levantou o troféu foi o veleiro inglês Ngoni.

Entre os veleiros estrangeiros que marcarão presença está o campeão da primeira edição do evento, Pisco Sour; o vencedor da Semana de Vela do Chile, Acuario II Mitsubishi Motors; o campeão do VTR Oceánico Championship, Nuevo Maestra Santander, de Jorge Araneda e também o sempre competitivo Patagonia, do argentino Norberto Alvarez.

Entre os brasileiros, Torben Grael, o maior medalhista olímpico do País, é um dos prováveis participantes, assim como o veleiro Pajero, atual campeão brasileiro de S40; o Carioca 04, do jovem Henrique Haddad, que está fazendo uma ótima preparação para as Olimpíadas de 2016; o Crioula 29, do gaúcho Samuel Albrecht, velejador olímpico que já venceu a Semana de Vela de Ilhabela e também o Carioca 25, de Roberto Martins, outro grande nome da vela brasileira.

“Teremos tripulações de todo o mundo disputando regatas com barcos rigorosamente iguais. Em competições como essa, todo o trabalho que a equipe faz acaba sendo ainda mais valorizado”, explica Samuel Albrecht.

Com o conceito de one design, no qual todos os veleiros são idênticos quanto ao tamanho, peso e área das velas, a competição tem como objetivo destacar a capacidade e o talento de cada uma das equipes na hora de definir o vencedor.

As tripulações participarão de 10 regatas em barla sota e a equipe que conseguir manter a menor pontuação no acumulado geral será a vencedora. Uma característica marcante da competição é a ausência de descartes, que exige atenção dos participantes na hora de traçar suas estratégias e torna a regata ainda mais imprevisível. No final do campeonato, os três veleiros com melhor desempenho serão premiados.

Considerada uma das cidades mais emblemáticas do Brasil quando o assunto é vela, Florianópolis (SC) será o palco da primeira edição do Mitsubishi Motors Soto 40 World Championship realizada no País. Entre as belas paisagens da capital catarinense, a baía de Jurerê foi a escolhida para receber as regatas, por ser uma das principais raias de vela de todo o Brasil. O local de saída dos veleiros será o Iate Clube de Veleiros da Ilha, tradicional ponto de encontro de velejadores da cidade.

Localizada entre o continente e a ilha de Santa Catarina, a raia será montada a apenas um quilômetro da praia, com previsão de ventos do leste e nordeste com até 15 nós, tornando as provas em barla sota bastante técnicas e seletivas.

“A raia de Jurerê está entre as melhores do Brasil. Não é uma raia viciada, e permite que vários veleiros tenham chance de ganhar. Tornará as disputas ainda mais acirradas”, comenta Roberto Martins, do veleiro Carioca 25.

Outros destaques serão o clima, bastante ameno e propício para provas de vela e também a cor do mar, que tornará a regata, além de competitiva, muito bonita.

 

Foto: Mathias Capizzano/Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Megaiate apreendido vira "batata-quente" para os Estados Unidos; entenda o caso

    Governo norte-americano quer vender embarcação e alega não ter condições de pagar manutenção

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta

    Conheça o Volitan, barco voador que está próximo de se tornar realidade na Amazônia

    Criado pela startup AeroRiver, embarcação deve chegar para o transporte de cargas e pessoas na região em 2026

    Conheça a história do "Titanic dos Alpes", navio a vapor que será resgatado 90 anos após naufragar

    Embarcação foi afundada propositalmente em 1933, no Lago Constança, na Europa