Passeio na selva

Por: Redação -
08/05/2015

Só quem navega de jet sabe o prazer que pilotar este tipo de barco proporciona. Mas tem gente que, não satisfeita com isso, quer ainda mais. São os aficionados por jets que preferem curtir essa experiência em grupo — até porque fica mais divertido e seguro. Sem falar que dá para explorar pontos mais distantes, que, normalmente, não são atingidos nos passeios individuais. Até anos atrás, andar de jet na região de Santarém, no Pará, era um programa a poucos felizardos. Hoje, nas águas quentes do Rio Tapajós, ocorrem prestigiados passeios de moto aquática em grupo, como o que aconteceu no último fim de semana, o IV Jet Tour Tapajós Náutica. “Nossos encontros reúnem desde jovens até cinquentões com famílias inteiras”, diz, orgulhoso, Olavo das Neves (em destaque na foto ao lado da mulher, Kellen Zizane Neves), dono da Tapajós Náutica, concessionário Fibrafort e Yamaha, organizador do passeio e um dos maiores incentivadores do mercado náutico do Pará. “O grande atrativo são os cenários pouco conhecidos que essas paragens abrigam. É de encher os olhos”, explica Olavo.

Fotos: Edson Queiroz

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos