Que disputa!

Por: Redação -
14/04/2015

Argentina, Chile e Brasil. Barcos de três diferentes nacionalidades venceram as quatro regatas do Mitsubishi Motors S40 World Championship realizadas até essa segunda-feira. O veleiro chileno Estampa DelViento e o brasileiro Carioca foram os vencedores do dia. Na primeira regata, que teve ventos entre 10 e 12 nós, com direção sueste, a equipe chilena conseguiu uma boa largada, se distanciando dos outros veleiros logo na primeira perna. “Foi um dia ótimo para velejar, com ventos constantes e com velocidade. Conseguimos uma boa saída e escolhemos a tática certa para o início da prova. Depois disso, mantivemos o ritmo e terminamos na primeira colocação”, Miguel Gonzalez, comandante do chileno Estampa DelViento.

Já na segunda regata, quem conquistou a vitória foi o Carioca, que já havia chegado em segundo na primeira prova do dia. “Hoje foi um dia muito bom, com ventos de até 15 nós. Melhoramos nossa largada, o que é importante em competições monotipo”, comemora Roberto Martins, comandante do veleiro. Para ele, o nível técnico das tripulações garantirá um campeonato disputado até o fim. “O resultado não quer dizer que somos uma equipe melhor do que as outras. Apenas conseguimos velejar mais rápido hoje”, completa.

Com o resultado de desta segunda-feira, o veleiro brasileiro está em segundo na classificação geral do campeonato, com 15 pontos perdidos, cinco a mais do que o líder Patagonia e três a menos do que o terceiro colocado, o Crioula.

Outro veleiro brasileiro que conseguiu uma boa segunda prova foi o Magia V/Energisa, do medalhista olímpico Torben Grael, que chegou na terceira colocação. “Na primeira regata cometemos alguns erros na tática, o que nos prejudicou um pouco. Já na segunda largamos bem, acertamos nossa estratégia e o barco respondeu com muita velocidade”, explica Torben.

Uma das flotilhas mais fortes do mundo

Além de grandes nomes competindo na raia de Jurerê, como Torben Grael, Jochen Schümann e Cole Parada, o Mitsubishi Motors S40 World Championship conta com juízes de renome na organização. É o caso de Nelson Ilha, chefe de juria do campeonato e uma das maiores autoridades de vela no mundo.

“Essa classe tem como característica os barcos sempre iguais. Aqui se vê equipes que estão correndo são montadas com táticos profissionais, que fazem campanha olímpica. São velejadores que estão no topo da vela internacional. É realmente um evento de altíssimo nível”, exalta o gaúcho que tem cinco Olimpíadas e quatro Pan-americanos no currículo.

Para ele, outro destaque é o formato do campeonato, que não conta com descartes. “A flotilha é muito parelha e qualquer erro de manobra ou uma decisão tática errada faz com que o competidor pague”, complementa Nelson, que será o juiz chefe do próximo Pan-americano.

Resultados acumulados após quatro regatas:

1º Patagonia (ARG) – (1+1+3+5) – 10pp

2º Carioca (BRA) – (8+4+2+1) – 15pp

3º Crioula (BRA) – (2+2+5+9) – 18pp

4º Itau (CHI) – (4+5+10+2) – 21pp

5º Santander (CHI) – (7+3+6+7) – 23pp

6º Early Bird (ALE) – (6+9+4+4) – 23pp

7º Estampa Delviento (CHI) – (11+7+1+6) – 25pp 8º Pajero (BRA) – (3+6+7+10) – 26pp 9º Magia V Energisa (BRA) – (5+10+9+3) – 27pp 10º Mitsubishi Motors (CHI) – (9+8+11+8) – 36pp 11º Ocean Pact Racing (BRA) – (10+11+8+11) – 40pp
Calendário do Mitsubishi Motors Soto 40 World Championship:

14/4 – Quinta e sexta regatas

15/4- Sétima e oitava regatas

16/4 – Nona e décima regatas

16/4 – Premiação

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show do ano 2000

    Terceira edição do evento teve de lancha sendo construída ao vivo a tanque de mergulho de 5 m de profundidade

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária