Superiate da década de 1980 é afundado de propósito em prol da vida marinha

Iniciativa visa transformar a embarcação de mais de 30 anos em recife artificial de corais

26/07/2023
Fotos: Facebook Marine Cleanup Initiative / Divulgação

Parece difícil de acreditar que um barco afundado seja uma boa notícia, mas, desta vez, é. Isso porque, na Flórida (EUA), um iate de 1980 foi afundado de propósito para virar um recife artificial de corais que, no futuro, vai ajudar a criar um novo habitat para vidas marinhas.

O barco é um M/Y Time, construído pelo estaleiro Palmer Johnson Yachts há 36 anos, ainda em 1987. Agora, já a 48 metros de profundidade, a embarcação ganhou um novo nome, passando a se chamar A.A. Hendry Artificial Reef.

A ação partiu da organização sem fins lucrativos Marine Cleanup Initiative, em parceria em com a McCulley Marine Services e o St. Lucie County Artificial Reef Program. Essa não é a primeira vez que a entidade afunda um barco. Ao todo, já são cinco embarcações no fundo do oceano. O intuito é sempre o mesmo: criar um habitat no mar para peixes e outras formas de vida aquática.


A expectativa é que o iate acumule esporos de Oculina varicosa (também conhecido como coral do arbusto de marfim) com o passar do tempo. Por serem ricos em plâncton (importantes para o ecossistema aquático, sendo fundamentais na cadeia alimentar), os barcos conseguem atrair pequenos animais e acumular corais incrustados e esponjas, colaborando para o florescimento da vida marinha.

“Se as teorias se mostrarem corretas, em 50 anos ela (a embarcação) será agraciada com Oculina varicosa fora dos bancos de Oculina”, afirmou a organização, que pretende atingir sua meta de recuperar os recifes de corais danificados pela atividade humana ou por fatores naturais, que afetam os oceanos e os recursos hídricos.

 

Segundo a Marine Cleanup Initiative, mergulhadores nadarão ao redor e dentro do recife artificial nas próximas semanas para verificar o progresso do iate afundado.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    E-combustíveis para o setor marítimo podem gerar 4 milhões de empregos, diz pesquisa

    Estudo foi encomendado pelo Fórum Marítimo Global e indica que as vagas serão abertas até 2050

    Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

    Com estilo contemporâneo, será a primeira embarcação lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

    Litoral de São Paulo e do Rio pode ter ondas de até 3 metros neste sábado (18)

    Alerta da Marinha do Brasil vale para as cidades de Santos e Campos dos Goytacazes; confira dicas de segurança em caso de ressaca marítima

    Projeto na Croácia quer criar cinco vilas ecológicas de luxo à beira mar com direito a barcos elétricos

    Ideia da eD-TEC visa redefinir o conceito de vida de luxo, oferecendo energia solar às moradias durante os 365 dias do ano

    Criança de 11 anos encontra fóssil de ictiossauro pré-histórico, o maior réptil marinho que já existiu

    Com a companhia do pai e pesquisadores, garota ajudou a desvendar a vida marinha de 200 milhões de anos atrás