Mergulhador registra peixes vivendo em tubo de pasta de dente

Biólogo fotógrafo capturou a cena enquanto coletava lixo descartado no oceano

31/05/2023
Fotos: Reprodução / Instagram @alexmustard1

Biólogo marinho e fotógrafo subaquático, o Dr. Alex Mustard captura cenas impressionantes no fundo do mar enquanto faz mergulhos para recolher o lixo do oceano — parte de seu trabalho de conscientização. Em um deles, Mustard encontrou minúsculos peixes em tubo de pasta de dente.

O flagra dos animais vivendo na embalagem incomum foi feito em março, na Indonésia. Tratava-se de um casal de gobies pigmeus. Essa espécie marítima costuma procurar áreas protegidas que tenham uma superfície dura, para colocar seus ovos — o que explica a escolha pelo tudo de creme dental descartado.

“O tubo de pasta de dente tinha algas crescendo, então deve ter estado na água por algum tempo”, disse Mustard ao site The Dodo. “Mas a abertura é um pouco pequena demais para a maioria dos peixes. Esses gobies pigmeus são muito pequenos”, completou.

 

O biólogo conta que, quando se aproximou da casa dos peixes pela primeira vez, apenas um deles era visível — e não parecia incomodado com a visita que chegou sem avisar. O gobie recuou para dentro do tubo e voltou com sua parceira, quase como se dissesse: “Querida, olhe para isso!”

Em seus mergulhos, Alex está sempre atento aos animais marinhos que fizeram do lixo, um lar.

Verificamos qualquer coisa de plástico para ver se [alguém] está morando dentro ou sobre ele. Caso contrário, podemos recolhê-lo e retirá-lo. Mas quando um animal fez [um] lar, vamos deixá-lo lá embaixo – Alex Mustard, biólogo.

Essa foi a primeira vez que o biólogo encontrou animais morando em um local tão pequeno. “Garrafas, latas e frascos são mais comumente tomados pela vida marinha. O tubo de pasta de dente foi definitivamente uma das [casas] mais incomuns”, comentou.


Com seus registros, o fotógrafo busca lembrar e conscientizar às pessoas que o problema da poluição do mar ainda não foi resolvido. Nesta mesma viagem à Indonésia, inclusive, Mustard afirmou ter visto ainda um peixe vivendo dentro de um sapato e uma lesma do mar colocando ovos em um saco plástico.

 

“Vários anos atrás, as pessoas não estavam tão conscientes do problema da poluição plástica no oceano, então eu tentava tirar fotos chocantes para conscientizar as pessoas sobre o problema. Agora, a maioria das pessoas interessadas em meio ambiente está ciente do problema, então eu me concentro mais em imagens que chamem a atenção e, em seguida, os lembro de que o problema ainda existe”, afirmou o biólogo.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho