7 conselhos que você precisa para escolher um bom GPS

05/01/2015

Vivemos em uma época em que se respira tecnologia. Inovações, melhorias em equipamentos, múltiplas funções fazem cada vez mais parte do dia-a-dia das pessoas “normais”. E dentro de um barco não poderia ser diferente! Com vasto leque de equipamentos para melhorar a navegação, um bom GPS é item obrigatório. Mas, dentre tantas opções disponíveis no mercado, não é difícil surgirem dúvidas sobre o que levar em conta na hora da escolha. Para sanar as suas possíveis dúvidas, NÁUTICA conversou com Christiano Sestini, Diretor Comercial da Marine Express:

1- No mercado atual, você pode encontrar um ótimo GPS fixo, ou mesmo GPS + Sonda com bom custo-benefício. É preciso ficar atento a qual modelo se adapta melhor à sua necessidade;

2- O tamanho de telas é um item bastante variável. Hoje, existem modelos, inclusive, a partir de 5”, para quem quer ter maior visibilidade. Eles podem vir acompanhados de teclado ou touchscreen, e a escolha vai depender da preferência de quem irá utilizar. Para quem é adepto à modernidade e já está habituado ao “toque”, o touchscreen é uma boa opção, além de não perder espaço de tela, como os modelos com teclado – estes, mais indicados para quem é mais ligado ao tradicional;

3- Deve-se ficar atento, também, às telas de LED super brilho – ajuda nos dias ensolarados; antena de GPS embutida – facilidade de instalação; sondas digitais de 50/200hz; e sensores de 600w para espelho de popa;

4- É preciso verificar, ainda, se o GPS oferece opção para instalação no suporte ou embutido, e se os acessórios vêm acompanhando o produto;

5- Observar qual aparelho oferece mais vantagens na hora da compra é imprescindível. Tem garantia igual ou superior a 2 anos, suporte técnico facilitado, cartografias embutidas no kit? Escolha sempre o que proporcionar mais benefícios a você!

6- Qual modelo de cartografia que o equipamento aceita? Já procurou saber? Entre eles existem Raster, Navionics, CMP…

7- O modelo possui bluetooth, que permite acesso ao controle de áudio do barco; wifi; conexão com motores; dados Nmea 2000; entrada de câmeras para monitoramento; radar; e piloto automático?

Depois de checar todos estes itens, é provável que você esteja com um bom GPS, adequado às suas necessidades. Mas, é preciso ficar atento porque este meio está em constante modernização, e sempre pode haver uma novidade de mercado que possa satisfazer melhor às suas exigências de navegação. Fique de olho e modernize seu barco!

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Casa de vidro sobre as águas no Texas está à venda por quase R$ 30 milhões; conheça

    Residência fica na cidade de Round Top, cujo último senso registrou população de 91 habitantes

    E-combustíveis para o setor marítimo podem gerar 4 milhões de empregos, diz pesquisa

    Estudo foi encomendado pelo Fórum Marítimo Global e indica que as vagas serão abertas até 2050

    Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

    Com estilo contemporâneo, será a primeira embarcação lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

    Litoral de São Paulo e do Rio pode ter ondas de até 3 metros neste sábado (18)

    Alerta da Marinha do Brasil vale para as cidades de Santos e Campos dos Goytacazes; confira dicas de segurança em caso de ressaca marítima

    Projeto na Croácia quer criar cinco vilas ecológicas de luxo à beira mar com direito a barcos elétricos

    Ideia da eD-TEC visa redefinir o conceito de vida de luxo, oferecendo energia solar às moradias durante os 365 dias do ano