Metalu foi responsável por estruturas flutuantes do Rio Boat Show 2024

Marca é especialista no desenvolvimento, fabricação e instalação de soluções em alumínio para píeres e passarelas há mais de 45 anos

08/05/2024
Foto: Victor Santos / Revista Náutica

O grande charme do Rio Boat Show mora no fato de grande parte das embarcações ficarem em seu habitat natural: as águas. Porém, muitos nem sequer notam que, ao entrar no estande de uma das marcas atracadas na Baía de Guanabara, estão, também, flutuando. Tudo isso graças às estruturas Metalu, que, desde 2016, encara o desafio de construir os famosos “estandes flutuantes” para o salão carioca.

Píeres, passarelas, uma ponte móvel e, claro, os estandes nas águas são obras da marca que, há mais de 45 anos, é especialista no desenvolvimento, fabricação e instalação das soluções em alumínio que dão um motivo a mais para o Rio Boat Show ser considerado o salão náutico mais charmoso da América Latina.

Foto: Erik Barros Pinto/ Revista Náutica

Essa história com o salão carioca começou ainda em 2016, quando a marca construiu 1.500 m² de píeres em São Paulo, posteriormente transportados de caminhão até o Rio. Já na Cidade Maravilhosa, um trabalho em conjunto de guindastes e engenheiros uniu as plataformas flutuantes como se fossem uma só, para que os grandiosos estandes pudessem ser elaborados nas águas da baía, como acontece até os dias atuais.

Estruturas flutuantes Metalu no Rio Boat Show 2016. Foto: Arquivo Revista Náutica

O trabalho ficou tão bom que, até hoje, muitos nem sequer percebem que estão, literalmente, sobre as águas ao adentrar em um dos estandes dos estaleiros que expõem no evento. Isso porque as estruturas são pensadas com ênfase na segurança e integração estética ao ambiente, e suportam mais de 1.000 kg por m².

Foto: Erik Barros Pinto/ Revista Náutica

Já quem não passa batido é a famosa passarela móvel do Rio Boat Show — também sobre as águas. Movida com a ajuda de um motor, a estrutura libera, quando aberta, a passagem dos barcos que saem para navegar nos test-drives. E, quando fechada, permite aos visitantes percorrer o trajeto completo do evento.

Foto: Erik Barros Pinto/ Revista Náutica

Enquanto as estruturas faziam sucesso nas águas da Baía de Guanabara durante o Rio Boat Show 2024, um estande da Metalu recebeu os visitantes do salão no pavilhão da Marina da Glória. Quem passou por lá pôde conferir os produtos da marca com amostras dos perfis utilizados nas construções.

Foto: Erik Barros Pinto/ Revista Náutica

Além do Boat Show, outros grandes projetos Metalu em território nacional incluem os píeres nas Olimpíadas de 2016, as balsas de apoio em Ilhabela e o Mirante Flutuante do Parque Bruno Covas, além de participações na estrutura dos eventos São Paulo, Marina Itajaí e Foz Internacional Boat Show. Ainda em 2024, inclusive, a marca estreará suas estruturas nos novos Brasília Boat Show e Salvador Boat Show.


Rio Boat Show 2024

O evento náutico mais charmoso do Brasil atracou nas águas da Baía de Guanabara, na Marina da Glória, recheado do que de melhor esse lifestyle pode oferecer. No Rio Boat Show 2024, o público conferiu os principais lançamentos e destaques do mercado, com barcos na água e test-drive de embarcações.

geral-aerea-rbs24-bx.jpg
Foto: Victor Santos/Revista Náutica

O repertório foi grande: lanchas, veleiros, iates, jets, motores, equipamentos, acessórios, decoração e serviços náuticos estiveram reunidos em um só lugar, ao lado de especialistas do setor, preparados para auxiliar todos os visitantes. Além disso, o Rio Boat Show exibiu destinos náuticos, artigos de luxo e quadriciclos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    Tanzanite: megaiate de 120 metros será um dos maiores já feitos na Holanda

    Novo carro-chefe do estaleiro Amels, embarcação de luxo será uma das maiores já feitas na Holanda

    Adegas rifam vinho de R$ 5 mil, envelhecido no fundo do mar, para ajudar RS

    Empresas já arrecadaram mais de R$ 100 mil com bilhetes vendidos a R$ 10 cada

    Temporada de baleias: confira regras e onde avistar o animal no Brasil

    De junho a novembro, cetáceos saem da Antártica em busca das águas brasileiras para se reproduzirem

    Cidade perdida no meio do Pacífico tem localização remota e mistério sobre sua construção

    Localizada sobre um recife de corais, a cidade perdida de Nan Madol tem fama de "amaldiçoada" e intriga cientistas

    Registro raro: lula de mar profundo ataca câmera com tentáculos “acesos”; assista

    Filmagem mostra animal sendo atraído por isca presa a uma câmera a mais de mil metros de profundidade no Pacífico Sul